05/03/21
PUBLICIDADE
Segundo protesto do dia

Manifestantes pedem impeachment de Bolsonaro no Calçadão

Isaac Sitta Fontana
Isaac Sitta Fontana


Cerca de cem pessoas participaram no Calçadão de Londrina de manifestação popular pedindo o impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), na tarde deste sábado (23). O protesto, organizado pela ação antifascista e movimentos autônomos de Londrina, considera que a situação do Brasil está insustentável ante a política do governo no combate à pandemia do novo coronavirus e à situação financeira dos trabalhadores.


Com cartazes e palavras de ordem, a pauta dos manifestantes também trazia um viés progressista, defendendo o respeito aos direitos civis das minorias e contra a repressão das forças de segurança.

"Temos um governo genocida que, com sua estratégia de ‘imunidade de rebanho’, entre muitas aspas, tentou fazer com que o vírus se propagasse com maior velocidade possível pelo Brasil, provocando mais de 200 mil mortes, que ainda são subnotificadas”, justifica um dos manifestantes, que não forneceu o nome. "E a situação da nossa classe, dos trabalhadores, está muito difícil. O salário mínimo não dá para o mês, nas compras no mercado, a gente vê que a inflação está galopante, acabou o auxílio emergencial. Vivemos o ápice da crise e precisamos sair para a rua agora, mesmo diante do risco que estamos correndo na pandemia, porque é urgente”, justificou.

O manifestante admite que, em um eventual impeachment de Bolsonaro, o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) deve manter uma linha semelhante ao do atual presidente. "Mas, pelo menos, ele [Mourão] sabe conversar”, disse.

Ele também ressaltou que há movimentações entre partidos mais à direita no espectro político pelo impedimento do presidente, algo pretendido, até então, por partidos e pessoas vistas como progressistas ou de esquerda.

Esta foi a segunda manifestação pedido a saída de Bolsonaro no mesmo dia em Londrina. Pela manhã, uma carreata organizada pela Frentes Brasil Popular e Povo sem Medo, com apoio da Central Única dos Trabalhadores, percorreu ruas e avenidas com faixas, bandeiras e cartazes pelo afastamento do presidente e pedindo vacinação contra a Covid-19 para toda a população.

Os manifestantes da tarde afirmam que convocaram o protesto antes e não foram procurados pelos responsáveis pela carreata.

.
Luís Fernando Wiltemburg - Grupo Folha
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Nesta quinta

Acil reivindica reabertura imediata do comércio após encerramento do lockdown

04 MAR 2021 às 21h05
Nesta quinta

Justiça nega liminar e Câmara de Londrina pode votar decreto para acabar com 'lockdown'

04 MAR 2021 às 17h01
Transtorno

Prefeitura de Apucarana desmente fake news sobre "Programa Vale Mercado”

04 MAR 2021 às 16h26
Seis pessoas multadas

Quatro estabelecimentos são interditados por descumprimento ao decreto estadual em Londrina

04 MAR 2021 às 16h03
Lockdown no Paraná

Em terceiro dia de operação, Aifu vistoria 86 estabelecimentos em Maringá

04 MAR 2021 às 15h44
Iminência do colapso

Maringá decreta situação de emergência e restringe circulação até a próxima segunda (08)

04 MAR 2021 às 15h28
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados