Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Parlamentares aprovam relatório final da CPI dos Bingos

Redação Bonde
21 jun 2006 às 09:26
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito dos Bingos foi aprovado por 12 votos a 2 sem as alterações que dividiam a base governista e a oposição.

Os parlamentares governistas fizeram as contas e, após constatada a derrota, liberaram a votação de acordo com a vontade dos senadores. O texto do senador Garibaldi Alves (PMDB-RN) sugere ao Ministério Público Federal o indiciamento de 79 pessoas em quatro empresas.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Entre elas, o ex-ministro da Fazenda, Antonio Palocci, e o presidente do Sebrae, Paulo Okamoto. Garibaldi recusou-se a incluir em seu relatório o pedido de indiciamento do ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, e de Gilberto Carvalho, Chefe de Gabinete do presidente Luiz Inácio Lula da Silva mesmo pressionado pelo PDT e o senador Álvaro Dias (PSDB-PR).

Leia mais:

Imagem de destaque
Insanidade

Críticas à omissão do governo em PL Antiaborto por Estupro fazem Lula mudar de discurso

Imagem de destaque
Entenda

Empreiteiras recusam proposta sobre multas da Lava Jato, e governo Lula tenta novo acordo

Imagem de destaque
Comunicações

Ministro de Lula pede ao STF trancamento de inquérito após ser indiciado pela PF

Imagem de destaque
Câmara

Bancada evangélica quer definição de relator do PL antiaborto, e esquerda, adiar discussão


O relator disse que não havia informações suficientes para que se sugerisse os indiciamentos. Quanto a Gilberto Carvalho ele foi mais enfático: "Eu contrariei toda assessoria porque queriam me induzir a tipificar o crime de Gilberto Carvalho. Eu recebo apelos, mas não recebo pressão".

Publicidade


Garibaldi decidiu retirar de seu relatório as propostas de regulamentação das casas de bingos e encaminhá-las, como projeto de lei, à Secretaria Geral da Mesa do Senado. Com isso, todos os projetos sobre o assunto que estão na Casa tramitarão em conjunto com o do relator, favoráveis ou não ao funcionamento dos bingos.


Antes da votação, a base do governo fez as contas e constatou que seria impossível derrubar o relatório. Então, os parlamentares governistas liberaram para que cada um votasse de acordo com as suas conveniências. Esta informação do senador Tião Viana (PT-AC) justificou a aprovação do relatório do senador Garibaldi Alves (PMDB) por 12 dos 14 votantes. Apenas Tião Viana e a senadora Ana Júlia Carepa (PT-PA) foram contra o relatório final.

Publicidade


Tião Viana considerou "pífio" o relatório final das investigações realizadas pela CPI dos Bingos. "É um relatório pífio do ponto de vista da sua sustentação constitucional e regimental. Portanto, ele não tem valor", afirmou o petista. Viana acrescentou que o partido não recorrerá ao Supremo Tribunal Federal contra as conclusões do relatório. "Não houve envolvimento partidário, agora cabe a cada indiciado fazer a sua defesa", acrescentou o senador.


O presidente da CPI, senador Efraim Morais (PFL-PB), disse que a missão de investigar as denúncias apresentadas a comissão foi cumprida. "Investigamos, juntamos provas e agora vamos encaminhar ao Ministério Público na expectativa que se dê continuidade e aprofunde as investigações feitas pela CPI", disse Efraim Morais.

Agência Brasil


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade