Pesquisar

Canais

Serviços

Inaugurado em 1990, o Parque é formado por um complexo de montanhas que protegem a mata atlântica litorânea - Denis Ferreira-SEMA
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Turismo de aventura

Parque do Pico do Marumbi será aumentado em 4 vezes

Redação - Bonde
23 jan 2007 às 12:45
Continua depois da publicidade

O Parque Estadual Pico do Marumbi, na Serra do Mar, é um dos locais preferidos pelos que praticam turismo de aventura. Administrado pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP), o parque, inaugurado em 1990, é formado por um complexo de montanhas que protegem a mata atlântica litorânea. Em 2006, o governo do Estado iniciou o processo de ampliação do parque, que terá sua área aumentada em quase quatro vezes, passando dos atuais 2.340 hectares para 8.839,91 hectares.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

A primeira fase do processo irá incorporar uma área 1,2 mil hectares da massa falida da Papel São Marcos Ltda., antiga indústria localizada em Morretes.

Continua depois da publicidade


Segundo o secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Rasca Rodrigues, a primeira fase será rápida e irá incluir a avaliação da área feita pela Procuradoria Geral do Estado e, posteriormente, depósito em juízo para a massa falida da empresa. A segunda fase envolve atividades do IAP e do Instituto de Terras Cartografia e Geociências (ITCG) na desapropriação de algumas áreas na região da Serra do Mar, nos municípios de Morretes, Quatro Barras e Piraquara.


O aventureiro que pretende encarar a subida até o cume de alguma das montanhas do conjunto, ou que deseja conhecer as cachoeiras da região, encontrará no Centro de Visitantes todas as informações necessárias para um passeio seguro. O cadastro no centro de visitantes é obrigatório e é através dele que a administração do parque mantém o controle e a segurança dos visitantes.


As trilhas de acesso ao cume das montanhas são sinalizadas com cores específicas, grau de dificuldade e tempo aproximado de subida.

Continua depois da publicidade


O maior dos cumes, Olimpo, tem 1.547 metros de altura, conta com três trilhas de acesso. A trilha amarela - com graduação média de 4 horas de caminhada, a trilha cinza - média-pesada de aproximadamente 3 horas de caminhada e a trilha vermelha - considerada pesada, com tempo aproximado de 4h30 de caminhada, que além de levar até o cume do Olimpo, leva o visitante até o cume de outras três montanhas menores – Abrolhos (1.200m), Ponta do Tigre (1.400m) e Gigante (1.487m).


Para o passeio é importante levar um lanche de casa, vestir roupas leves e se preparar para a possibilidade de chuva na caminhada. Se o tempo colaborar, do cume do Olimpo é possível desfrutar uma das visões mais incríveis da vegetação do estado Paraná - um tapete verde que se estende por vales e montanhas - e quando o céu está limpo pode-se avistar o oceano atlântico ao longe.


Acesso


Para quem está em Curitiba, o acesso pode ser feito através do passeio da ferrovia Curitiba-Paranaguá, descendo na estação do Marumbi. Para quem já está na região litorânea o acesso pode ser feito a pé, através do Caminho do Itupava, ou ainda, pelo distrito de Porto de Cima, no município de Morretes.


Se o visitante chegar bem cedo ele poderá conquistar o cume e a descida do Olimpo no mesmo dia. Não é permitido acampar no topo ou nas encostas das montanhas. Existe uma área de camping na base do Marumbi.

Na base da montanha existe ainda um telefone comunitário que pode ser utilizado pelos interessados em buscar informações de condições do tempo local, além da lotação do camping. Mais informações: (41) 3432-2072.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade