27/02/20
32º/19ºLONDRINA
Criatividade

Como transformar o ambiente com pequenas reformas

Reformar uma casa ou um único cômodo é uma tarefa divertida quando deixamos a criatividade tomar conta. Não é necessário fazer uma grande reforma, bastam pequenas mudanças, como a disposição de móveis e cores, para que tudo pareça completamente novo.

Divulgação
Divulgação


Crie um projeto

Quais são as coisas que você quer mudar no ambiente? Entenda o que causa insatisfação e concentre as mudanças em torno desse ponto, criando ideias a partir daí. Pense na possibilidade de instalar prateleiras, nichos, mudar móveis de lugar ou pintar uma parede, dando novas características ao ambiente.


Conheça o ambiente e use o equipamento adequado

Entender as possibilidades disponíveis com o espaço deve ser o ponto de partida da reforma. Consiga a planta da casa ou do apartamento para saber a posição da tubulação, colunas e outros elementos de metal, assim, será possível determinar quais paredes podem ser furadas ou móveis e eletrodomésticos movidos de um lugar para o outro se perderem sua função. Adeque as ideias do projeto com o que foi analisado na planta.

Separe as ferramentas necessárias, como furadeira e parafusadeira, mãos francesas, pregos e buchas, que permitirão a instalação de prateleiras, grades de parede, etc.


Não tenha medo de mudar as coisas

Uma disposição de móveis que segue intacta por anos pode deixar o ambiente cansativo e datado. Otimize o espaço disponível, aproveitando quinas de parede para colocar uma estante diagonal ou mudar uma mesa de lugar. Pensar na disposição dos móveis é uma boa maneira de conhecer seu espaço e permitir que as ideias apareçam.


Hora da pintura

Não existe maneira mais simples de repaginar um cômodo do que a aplicação de tinta. Apesar de parecer uma mudança exclusiva para o quarto ou a sala, saiba que um pouco de cor em ambientes como a cozinha ou até o banheiro fará toda a diferença. Seja criativo e pense em outras opções que não a pintura tradicional, cobrindo uma única parede do aposento.

A tinta pode ser usada de formas muito versáteis, criando dimensão e substituindo alguns móveis, como a cabeceira da cama. Avalie o espaço disponível atrás da cama e decida um formato, que pode ser circular, acompanhar o desenho do encosto ou seguir na forma de linha reta por toda a extensão da parede -- inusitado e muito mais barato do que uma cabeceira de madeira ou tecido.

No banheiro e na cozinha, é possível pintar só a parte de cima ou de baixo da parede, que pode estar no mesmo nível de algum móvel, prateleira ou estante.


Detalhes que importam

A decoração é o acessório principal da casa e deve receber uma atenção especial. Os quadros e objetos colocados em estantes e armários visíveis devem combinar com o conceito do ambiente, para manter tudo coeso. Cada estilo -- minimalista, industrial, rústico, etc -- pede cores, materiais e texturas diferentes, e isso faz toda a diferença para que o espaço pareça bem acabado.

Além disso, plantas também podem ser artigos de decoração, completando espaços vazios, criando a impressão de um teto mais alto, quando colocadas em pendentes, por exemplo, e deixando tudo aconchegante. E não pense que elas devem ser usadas somente no quarto. Plantas no banheiro deixam o cômodo muito mais confortável.

Tapetes e almofadas são itens importantes na composição total, e suas cores e padrões podem ser os personagens principais ou objetos de apoio.

Espelhos, luminárias, armários de palha ou box com detalhes de metal são peças de estilos distintos que podem ser incluídas em diferentes decorações.
Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
comentários
Continue lendo
Problemas na Justiça

Aviso discriminatório é motivo de processo contra condomínio

Veja mais e a capa do canal