Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Saiba mais

Decoração criativa nos quartos estimula aprendizado e autonomia das crianças

Redação Bode com Assessoria de Imprensa
24 out 2023 às 11:26
- Divulgação
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Algumas soluções para esses espaços permitem a interação e o aconchego para que os pequenos possam se expressar e se desenvolver


Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade

Mais do que o local para dormir, o quarto pode se tornar um ambiente propício para fortalecer a autonomia e o aprendizado das crianças. Assim, é cada vez mais importante buscar soluções para esses espaços que permitam a interação e, ao mesmo tempo, sejam aconchegantes para que elas possam se expressar e se desenvolver. 

Leia mais:

Imagem de destaque

Edifício em Balneário Camboriú (SC) instala pináculos para voltar a ser o mais alto do país

Imagem de destaque
Conheça!

Cróton e Cóleus: espécies de plantas que são a cara do Carnaval

Imagem de destaque
Prevenção

Polícia Civil orienta população sobre golpe do falso aluguel antes do Carnaval

Imagem de destaque
Impostos

IPTU: Primeiro lote de Londrina já tem 90% dos carnês pagos


“Não podem faltar estímulos sensoriais, com cores e texturas, que incentivam a curiosidade e estimulam a criatividade. Esses ganhos podem ser ainda maiores com soluções que fortalecem a autonomia infantil no espaço”, explica a arquiteta dos apartamentos decorados da Yticon, Cristina Cardoso. Segundo a profissional, é possível criar soluções fáceis para potencializar esses ambientes. 

Publicidade


Confira algumas dicas: 


Publicidade

Autonomia para pegar e guardar ao alcance das mãos


Publicidade

A tarefa de fazer com que as crianças guardem seus brinquedos ou objetos depois de alguma atividade é um desejo compartilhado por muitos pais. Esse processo de aprendizagem pode ganhar um aliado quando o espaço de armazenagem é de fácil acesso para os pequenos. No empreendimento Vibe, em Londrina, foram feitas gavetas embutidas na parte de baixo da estrutura da cama. Além disso, os espaços de armazenagem foram integrados na estrutura do sofá que compõe o ambiente. “Essa solução, além de otimizar os espaços, facilita o acesso das crianças aos objetos guardados, favorecendo a autonomia, e, ao mesmo tempo, contribuindo com a organização do cômodo”, explica a arquiteta. 


Decoração na altura do olhar

Publicidade


A decoração do quarto também deve levar em conta o tamanho das crianças com soluções na altura do olhar, fazendo com que os pequenos se sintam bem no ambiente. Uma opção prática pensada pela arquiteta no empreendimento foram as prateleiras mais baixas para livros e outros objetos. “É importante que alguns itens que possam estimular as crianças estejam ao alcance dos olhos delas, promovendo a curiosidade. Com o crescimento das crianças, é possível ajustar a altura das prateleiras, adaptando o espaço de acordo com a necessidade”, detalha. 

Publicidade


Móveis adequados ao tamanho e às atividades


Publicidade

Quando pequenas, as crianças geralmente adoram pintar e desenhar. Para tornar essa atividade ainda mais convidativa, é importante pensar em móveis que facilitem o uso. “Cadeiras e mesas mais baixas ou pufes adequados ao tamanho das crianças são boas opções, pois garantem autonomia na hora de sentar e levantar para pintar ou até mesmo nas tarefas de casa quando estiverem mais velhas. É importante que a criança sinta que tem um espaço adequado para expandir  sua criatividade. Além disso, o mobiliário na altura correta garante maior segurança especialmente nos primeiros anos de vida”, afirma. 



Cores e formas respeitando a individualidade


Cada criança é única com temperamento, interesses e gostos variados. Compreender essas diferenças é importante para compor a decoração do quarto infantil. Elementos lúdicos podem ser o ponto focal no quarto de uma criança que gosta do mundo das historinhas, por exemplo. Outras se sentem melhor em espaços mais minimalistas. E mesmo em uma decoração neutra, é possível incorporar elementos sensoriais para estimular a criatividade. No quarto infantil do Vibe, as almofadas se destacam com cores e formatos de personagens que inspiram o imaginário infantil. Os detalhes diferentes também podem estar em tapetes, quadros, roupas de cama e até mesmo na iluminação. “Alguns objetos podem trazer um toque divertido à decoração e são fáceis de adaptar conforme a criança cresce”, aponta.


Decoração temática


A decoração temática ainda é uma forma de valorizar ainda mais a personalidade da criança e torná-la mais inserida no ambiente, utilizando gostos, cores, personagens, atividades, esportes e brincadeiras que ressaltam as preferências e individualidade dos pequenos. É importante ressaltar que não é necessário adotar uma decoração semelhante à de uma festa para enfatizar um personagem ou um esporte. No empreendimento Urban, localizado em Maringá (Noroeste), a arquiteta optou por trabalhar a temática dos “carros”, presente em quadros, almofadas com formato de pneu e em um neon indicando “garage”. A decoração também pode destacar a atividade favorita das crianças, como no empreendimento Hype, em Londrina, onde a arquiteta utilizou uma estante com shapes de skate. “Esses elementos enfatizam a essência da criança e podem ser adaptados à medida que ela cresce e naturalmente muda seu ponto de vista e suas preferências. É interessante, se possível, permitir que a criança participe ativamente da decoração, deixando-a escolher ou até mesmo customizar as peças, pintando, colando ou colocando fotos em quadros magnéticos. Isso garante que o espaço reflita realmente a personalidade de quem o ocupa”, conclui.


Imagem
Famílias do Jequitibá, na zona norte de Londrina, já estão desfrutando do Programa Casa Fácil
Famílias do Jequitibá, na zona norte de Londrina, já estão desfrutando dos benefícios do Programa Casa Fácil
Receba notícias do Bonde no Whatsapp/Telegram e fique por dentro de tudo!
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade