Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Inovação

Projetos arquitetônicos inovadores e contemporâneos chegam às igrejas brasileiras

Redação Bonde
25 ago 2015 às 10:04
- Reprodução/ Eduardo Petry
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Nos Estados Unidos e na Europa é muito comum projetos arquitetônicos inovadores e contemporâneos para igrejas e templos, mas no Brasil, essa é ainda uma realidade que está começando a se fortalecer, principalmente nas igrejas protestantes.

As catedrais são essencialmente os registros mais fortes da evolução da arquitetura, que mostram desde a Antiguidade, passando pela Idade Média, o Renascimento, a arquitetura Pós-Moderna e que chegará provavelmente na Arquitetura do Futuro. Com o desenvolvimento dos tempos, a chegada de produtos e materiais com design arrojado aliam-se às novas necessidades do ser humano, sustentabilidade e o conforto, ganhando força e influenciando as novas construções religiosas.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Seguindo essa tendência, o arquiteto paranaense Eduardo Petry projetou a Igreja Presbiteriana, em Curitiba, que possui esses elementos que caracterizam a sociedade atual.

Leia mais:

Imagem de destaque
Análise

Mercado imobiliário fala em disparada dos preços de imóveis, terreno e aluguel após reforma tributária

Imagem de destaque
Prepare o bolso

Conta de energia elétrica volta a ter taxa extra depois de mais de dois anos

Imagem de destaque
Casa própria

Como escolher um imóvel sustentável para morar?

Imagem de destaque
Em vez de demolir

Proprietários decidem restaurar barracão da rua Paraíba em Londrina


Reprodução/ Eduardo Petry
Reprodução/ Eduardo Petry


O espaço integrado com a natureza possui em sua estrutura concreto e madeira que ao serem combinados com grandes panos de vidros, trabalhados em vitrais, ganham vivacidade, pois além de trazer cor ao espaço, que é trabalhado com cores naturais, é uma das principais características da arquitetura religiosa.


Segundo Petry, o projeto foi criado pensando em um ambiente leve e majestoso, que pudesse transmitir paz, calma, já que é voltado para cultos. "Procuramos elementos que não sobrepusessem o intuito do local, desta forma, a estrutura é moderna, não remetendo diretamente a antigos templos, exceto pelo uso do mosaíco nos vitrais. As cores são neutras e há integração com a natureza no verde dos jardins e na madeira utilizada para a construção."


Reprodução/ Eduardo Petry
Reprodução/ Eduardo Petry

Além da estrutura moderna, a diferença também está na ausência de ornamentação, diferente das antigas estruturas que possuíam muitas imagens, ouro, pinturas, entre outros, que caracterizavam a sociedade da época e o poder que a Igreja possuía, diferente dos tempos atuais em que a instituição possui uma imagem mais ligada a religiosidade.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade