Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
História de Nelma Kodama

Lançado pela Netflix, documentário ''Doleira'' cita Londrina e glamouriza o crime

Carlos Eduardo Lourenço Jorge - Especial para a Folha
17 jun 2024 às 17:47
- Netflix/Divulgação
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Uma das virtudes do bom documentarista é criar uma eficaz construção de personagem, que gere um argumento atraente e crível. Portanto, o autor deve mostrar claramente sua posição em relação à realidade que retrata; isso permitirá que o espectador veja toda a extensão do que é narrado e crie sua própria interpretação crítica.


Até hoje, teóricos, diretores de ficção, documentaristas, críticos de cinema, acadêmicos e estudantes consideram controverso o status do documentário. Realidade ou verdade? Ficção, mentira ou interpretação? Pessoas ou personagens ? Essas considerações servem como preâmbulo para uma abordagem de “Doleira: A História de Nelma Kodama”, longa-metragem de João Wainer recém-lançado pelo streaming.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Logo de início, para muitos o estranhamento. Nelma Kodama? Mas quem é essa mulher? Começando desde logo: ela é uma empresária brasileira que se diz milionária, detentora de muitas manchetes da mídia nas décadas mais recentes do País asfixiado (como sempre) pela corrupção. Uma delas, hoje já não tão chocante nem bizarra assim, dava conta que uma mulher, uma empresária de São Paulo chamada Nelma Kodama, foi flagrada e presa embarcando para a Europa com 200 mil euros escondidos na calcinha no Aeroporto de Guarulhos.

Leia mais:

Imagem de destaque
Julho a dezembro

Netflix tem 183 bilhões de horas assistidas em 2023

Imagem de destaque
Com altos e baixos

Ghostbusters: Apocalipse de Gelo - Confira nossa crítica!

Imagem de destaque
Veja a lista

Netflix: confira os lançamentos de séries e filmes no mês de abril

Imagem de destaque
Já assistiu?

Filmes indicados ao Oscar já estão disponíveis em plataformas de streaming


Vamos ajustando as coisas. Até pouco tempo atrás, a televisão americana produzia o programa “MTV Cribs”. O intuito do reality show (?) era visitar e mostrar casas e mansões de celebridades – músicos, atores, esportistas. Ao todo, cerca de 100 episódios foram ao ar, entre 2000 e 2017. Narcisistas de carteirinha, pessoas do tipo adoram se expor e expor suas vilas multimilionárias. E nunca faltaram, para alegria dos tablóides televisivos sensacionalistas. Nelma Kodama é uma delas. Dentista brasileira nascida em Lins, interior de São Paulo, de família abastada, decidiu em pouco tempo: jamais exerceria a profissão. E então montou um império de práticas de lavagem de dinheiro. Perdeu milhões, ganhou milhões, como diz ela.

Publicidade


Vaidosa, no documentário ela se expõe sem qualquer resquício de recato e deixa claro que sua decisão de mudar de planos profissionais foi a mais acertada. Mostra com orgulho o mobiliário italiano de seu apê de luxo; fala de seus dólares, sobre política, de como lavou um mar de dinheiro, sobre os homens que teve, na intimidade, na profissão ou nas duas ao mesmo tempo. Mas fala, claro, sem qualquer pudor, de sua própria personalidade.


Assista ao trailer de "“Doleira: A História de Nelma Kodama”:



CONTINUE LENDO A MATÉRIA NA FOLHA DE LONDRINA


Imagem
"Doleira": o documentário que cita Londrina e glamouriza o crime
Lançado pela Netflix, o documentário doura a pílula da criminalidade e certifica a impunidade no Brasil a partir das ações da doleira Nelma Kodama
Imagem
Ano letivo da UEL começa nesta segunda-feira para quase 13 mil alunos
Doze mil e seiscentos estudantes de graduação da UEL (Universidade Estadual de Londrina) começam o ano letivo de 2024 nesta segunda-feira (17).
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade