Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Naked nails

Por praticidade e estilo, mulheres aderem às unhas naturais

Raíssa Basílio - Folhapress
23 abr 2024 às 12:30
- Freestocks/Pexels
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Unhas pintadas são comumente vistas como sinônimo de sofisticação, mas não necessariamente. É possível deixar as mãos bem cuidadas sem esmalte, ou apenas com uma base. Esse hábito se tornou uma tendência, chamada de nonicure ou naked nails, que consiste no minimalismo das unhas em meio a uma rotina agitada.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque
Estreia recente

Peças da marca de Sasha Meneghel custam de R$ 230 a R$ 3.190

Imagem de destaque
Alerta

Peeling de fenol deve ser feito por médico habilitado, diz sociedade médica

Imagem de destaque
Arrase!

Do curto boy bob aos longos com muitas camadas, veja tendências de cabelos para o outono e o inverno

Imagem de destaque
Viralizou

Head spa, técnica que une tratamento capilar e massagens, também promete aliviar estresse

Estamos falando de uma manicure natural, que permite a realização da cutilagem -remoção do excesso de cutícula-, porém com uma finalização bastante sutil, explica Adelma Pereira, nail artist do salão C. Kamura SP. "Esmaltes claros ou levemente rosados, que deixam as unhas com um aspecto natural", completa.

Publicidade


Na cerimônia do Oscar e em outras premiações do cinema no início deste ano, celebridades desfilaram tons neutros e básicos. As atrizes Carey Mulligan, Emma Stone, Zendaya, Issa Rae e Margot Robbie apostaram em unhas bem cuidadas e elegantes.


Essa tendência une a simplicidade e a beleza natural das unhas, deixando os tons escuros de lado, priorizando uma finalização discreta, afirma Ellen Salazar, que trabalha com unhas há 7 anos.

Publicidade


UNHAS NATURAIS DA VIDA REAL


Para aderir à nonicure, é importante investir em uma limpeza adequada das unhas e optar por esmaltes claros em tons de branco e nude. Em meio a isso, temos as mulheres que não frequentam manicures, mas deixam as unhas bem cuidadas.

Publicidade


Esse é um hábito na vida de quem acaba priorizando outras coisas. A empresária Andrea Banks, 35, conta que tinha o costume de ser mais dedicada à esmaltação, especialmente durante sua carreira como advogada, quando esse tipo de formalidade era priorizada.


"Hoje em dia, sou dona da minha própria empresa e me preocupo até um pouco menos com isso. Mas, mesmo assim, acho que o mais importante não é você ter a unha feita ou não, mas estar apresentável, com uma aparência boa, não necessariamente feita", reflete Banks.

Publicidade


Com o tempo escasso e o nascimento de seu filho, percebeu a necessidade de manter as unhas curtas por questões práticas e de segurança. Notou que não havia diferença significativa na forma como era tratada, mesmo sem as unhas feitas, e decidiu não gastar mais tempo e dinheiro com manicures, optando por deixar as unhas ao natural.


"Eu fazia a unha e demorava para conseguir fazer de novo, percebi que passava muito mais tempo com a unha toda descascando. Passei a não fazer mais a unha, o que é muito melhor do que ficar com a unha craquelada, que chama mais atenção do que a unha não feita", completa.

Publicidade


A editora de vídeos Nathalie Martins, 31, nunca foi adepta de frequentar manicures regularmente. Embora aprecie pintar as unhas, especialmente, não é uma prioridade em sua vida.


"Não gosto de unha comprida e elaborada, porque preciso faxinar a casa. Eu lavo louça todo dia, então nem compensa fazer uma unha muito mirabolante. Eu prefiro uma coisa mais simples mesmo, muito mais como um complemento do meu estilo", completa Martins.

Publicidade


Ela gosta de unhas bem cuidadas, mas não se preocupa se não estiverem perfeitas o tempo todo. Costuma ir à manicure cerca de uma vez por mês e, em ocasiões especiais, faz questão de ir duas vezes ou faz a manutenção em casa.


A jornalista Larissa Zeferino, 24, partilha de um pensamento semelhante. Com as cutículas finas, acabava se machucando quando fazia as unhas.


"Geralmente, só lixo as unhas, às vezes passo uma base e, só em ocasiões especiais, acabo passando esmalte. Ir na manicure eu acho que seria uma alternativa, mas como eu tenho essa aversão de fazer a unha mesmo, eu prefiro evitar", diz.


Apesar de gostar de fazer as unhas de vez em quando, Zeferino acha que a rotina de manter o esmalte, aplicar as camadas certas e removê-lo quando começa a descascar demanda muito tempo. Por isso, prefere direcionar sua energia para outras atividades.


MANICURES RECOMENDAM FICAR UM TEMPO SEM ESMALTE


Essa escolha reflete a praticidade necessária em uma rotina agitada, quando falta de tempo para esmaltações mais elaboradas. Além de demandar menos tempo e favorecer a unha natural, essa prática permite que as unhas se fortaleçam e cresçam mais saudáveis.


"Além de ficar esteticamente bonito, com um ar de sofisticação e asseio, a tendência é prática pois espaça a manutenção da cor e se adapta a qualquer produção que a pessoa queira fazer", completa Tais Reis, nail artist do Werner Maison, no Rio de Janeiro.


A especialista em esmaltação, Adelma Pereira, reforça também que deixar as unhas sem esmalte de vez é importante para elas se fortaleçam. Durante esse período, Pereira recomenda dedicar um tempo aos cuidados, utilizando produtos como sérum ou óleo de melaleuca para hidratá-las e cuidar das cutículas. Essa atenção ajuda a manter as unhas saudáveis, explica.


Imagem
Brechós combinam economia e sustentabilidade e crescem 73% no Paraná
Peças únicas, de boa qualidade e com preço justo, a era dos brechós pode estar ainda no começo.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade