Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Segurança

Cambé: Reforço estrutural em escolas inicia com cinco instituições

Pedro Marconi - Grupo Folha
17 jul 2023 às 14:20
- Divulgação/prefeitura de Cambé
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O projeto da Prefeitura de Cambé (Região Metropolitana de Londrina) para melhorar a segurança das 44 unidades escolares municipais começou com intervenções em cinco instituições, aproveitando o recesso de meio do ano. Funcionários de uma terceirizada – que já tinha contrato firmado com o poder público - estão trabalhando nos CMEIs (Centros Municipais de Educação Infantil) Daisaku Ikeda e Antônio de Oliveira Geraldo e na escola Hilda Soares.


“A empresa contatada não tem capacidade de fazer todas as unidades de uma só vez por conta de mão de obra, material. Por isso, estamos dando a ordem de serviço de dez em dez unidades. O critério de escolha para iniciar foi da secretaria municipal de Obras a partir das escolas e centros mais vulneráveis”, explicou o prefeito Conrado Scheller. O planejamento é para que até o final do ano todas as instituições tenham recebido o serviço, que vai padronizar altura e características dos muros.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


O projeto da Prefeitura de Cambé (Região Metropolitana de Londrina) para melhorar a segurança das 44 unidades escolares municipais começou com intervenções em cinco instituições, aproveitando o recesso de meio do ano. Funcionários de uma terceirizada – que já tinha contrato firmado com o poder público - estão trabalhando nos CMEIs (Centros Municipais de Educação Infantil) Daisaku Ikeda e Antônio de Oliveira Geraldo e na escola Hilda Soares.

Leia mais:

Imagem de destaque
Mínimo 180 dias

Nova lei concede licença a estudantes de ensino superior que se tornem pais

Imagem de destaque
46 mil alunos

Aulas na rede municipal retomam nesta terça em Londrina

Imagem de destaque
Em fase única

Inscrições para Vestibular 2025 da UEL abrem nesta quinta

Imagem de destaque
Memória cultural

Em Jacarezinho, escolas rurais são tema de exposição da UENP


“A empresa contatada não tem capacidade de fazer todas as unidades de uma só vez por conta de mão de obra, material. Por isso, estamos dando a ordem de serviço de dez em dez unidades. O critério de escolha para iniciar foi da secretaria municipal de Obras a partir das escolas e centros mais vulneráveis”, explicou o prefeito Conrado Scheller. O planejamento é para que até o final do ano todas as instituições tenham recebido o serviço, que vai padronizar altura e características dos muros.


LEIA MAIS NA FOLHA DE LONDRINA. 


Imagem
Reforço estrutural em escolas de Cambé começa com cinco instituições
Expectativa da prefeitura é melhorar segurança das 44 unidades escolares até o final do ano com muros mais altos e cerca elétrica
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade