Pesquisar

Canais

Serviços

- Divulgação/iStock
Carreira

Cinco profissões mais promissoras do Brasil

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
29 mar 2021 às 09:49
Continua depois da publicidade

Chegar ao ensino médio é um desafio muito grande para os jovens estudantes. A cada dez palavras ditas, 11 referem-se ao futuro – faculdade, curso, maioridade, novas responsabilidades e entrada no mercado de trabalho.

Continua depois da publicidade


A maioria dos alunos começa os últimos três anos de sua vida escolar sem saber o que cursar e, muitas vezes, se decide nos últimos meses do terceiro ano. Um estudo promovido pelo Ipea (Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas) mostrou as cinco profissões mais promissoras para trabalhar no Brasil. Os critérios para a seleção levaram em conta os salários, a estabilidade e a aposentadoria segura.

Continua depois da publicidade


Como esperado, as áreas de atuação que tiveram destaque foram as de saúde, engenharias e direito, englobando a advocacia e a segurança pública. Conheça um pouco mais sobre os cursos, as grades curriculares e as médias salariais.


Medicina

Continua depois da publicidade


Ocupando o primeiro lugar está o curso de medicina. Além da alta remuneração, muitos estudantes tendem para este curso pelo prazer de salvar vidas todos os dias. Sendo um dos cursos mais concorridos, o vestibulando de medicina deve se dedicar muito, estudando praticamente o dia todo para conseguir entrar em uma boa faculdade, pois as notas de corte são as mais altas entre todos os cursos – girando em torno de 800 pontos.


É comum ouvir que o estudante de medicina nunca para de estudar. A graduação dura em média seis anos; em seguida, os recém-formados vão para as residências em hospitais, que duram de dois a quatro anos, e, se quiser se tornar um especialista em alguma área específica, ainda há cerca de três anos de estudo.


Nos primeiros anos de curso, o estudante irá conhecer toda a parte teórica do corpo humano para estar preparado para a prática. Algumas das principais matérias são: fisiologia, biologia molecular e celular, patologia geral, imunologia, histologia, embriologia, genética clínica, medicina legal e epidemiologia analítica.


Apesar do trabalho árduo, com extensas jornadas de trabalho e plantões noturnos, o retorno financeiro é bem favorável. De cara, o salário médio varia entre R$ 10 mil e R$ 20 mil. Algumas especializações têm uma remuneração mais alta; são elas: anestesia, cirurgias complexas, terapia intensiva, emergência e cirurgia plástica.


Odontologia


Seguindo na área da saúde, os profissionais formados em odontologia também são muito bem pagos e estáveis no mercado de trabalho.


Um dentista deve ser cuidadoso, detalhista e ter uma impressionante habilidade manual. As principais áreas de atuação são clínica geral, cirurgia e traumatologia bucomaxilofaciais, odontogeriatria, odontologia do trabalho, patologia bucal, odontopediatria e ortodontia.


A graduação leva em média cinco anos para ser concluída e possui uma grade curricular dividida entre matérias comuns da área da saúde e matérias específicas de odonto, como radiologia, dentística, material dentário, endodontia, exodontia, periodontia, traumatologia, ortodontia, anestesiologia e cariologia.


A faixa salarial é de aproximadamente R$ 5,3 mil, em uma jornada de 40 horas semanais de trabalho. Entretanto, os profissionais que atuam em clínicas particulares podem ganhar muito mais do que esse valor.


Engenharias


Outro nome esperado nesta lista era a Engenharia, mas vamos restringir aos cursos mais promissores: Mecânica, Elétrica, de Transportes e Civil.


Um setor que está em crescimento no Brasil é o de transportes. Para atuar na área, deve-se ter uma graduação em engenharia mecânica, elétrica ou de transportes. No caso da primeira, as oportunidades são extensas: indústrias diversas, como montadoras de automóveis, eletroeletrônicos, indústria têxtil, petroquímicas, entre outras. O foco é a projeção e fabricação de máquinas e equipamentos.


O engenheiro elétrico pode trabalhar com eletrônica, sistemas de alta tensão, na construção de usinas hidrelétricas, termelétricas e nucleares, em empresas de telecomunicações e em diversos setores de informática, além de ser responsável por projetar circuitos eletrônicos industriais, residenciais ou em maquinários.


A engenharia de transportes está em ascensão. O profissional graduado pode exercer várias funções, como desenvolvimento e planejamento de sistemas viários e planejar formas para controle de trânsito, com novas vias ou sinalizações.


A engenharia civil é uma das áreas com mais demanda de profissionais e supera a área de transportes. O salário médio chega a ser maior do que o de odontologia, alcançando os R$ 5,7 mil em uma jornada de trabalho de 40 horas semanais. Um engenheiro civil busca solucionar os problemas de infraestrutura das áreas urbanas.


Tecnologia da informação


Com o crescimento da tecnologia, a área de TI (tecnologia da informação) se tornou não só essencial, mas extremamente rentável. Esses profissionais lidam com a infraestrutura tecnológica de uma organização. A constante inovação dos sistemas de operação cobra um posicionamento de sempre estar atualizado.


Cada vez mais, as empresas contratam esses profissionais para reforçar a segurança e buscam investir no trabalho deles para ter mais armazenamento e uma boa gestão de dados, com ênfase nas startups e médias empresas.


O motivo desta profissão estar listada é o salário. Nos melhores cargos, pode chegar aos R$ 50 mil. Os possíveis cursos na área são: engenharia da computação, ciências da computação, gestão e tecnologia da informação e sistemas de informação.


Direito


Seja na área da advocacia ou na segurança pública, o direito também é um segmento com bons salários. Militares, delegados da Polícia Federal ou Polícia Civil, juízes, promotores e advogados: todos precisam ter a graduação em direito.


No caso da Polícia Civil e Militar, a faixa salarial gira em torno de R$ 7,6 mil em 42 horas semanais. Os profissionais que conseguem passar em um concurso da PF têm alta remuneração e estabilidade.


Em termos gerais, o direito cuida da aplicação das normas jurídicas vigentes em um país, para organizar as relações entre indivíduos e grupos na sociedade, através do conhecimento das leis.

Para advogar, após a graduação, o futuro advogado deve realizar e passar na prova da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil).


Continue lendo