Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Linha de frente

Entenda a importância dos biomédicos e enfermeiros para conter a pandemia

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
07 abr 2020 às 14:49
- Pitágoras
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Em todo o mundo, os biomédicos vêm se destacando na linha de frente do combate ao novo coronavírus. No Brasil, por exemplo, dois profissionais dessa área foram responsáveis pelo mapeamento do genoma do SARS-CoV-2, vírus responsável pela Covid-19. O diagnóstico laboratorial confirmatório do novo Coronavírus é baseado em amostras coletadas por swab nasal e orofaringe, aspiração da nasofaringe ou indução de escarro. O biomédico, por sua formação e perfil versátil, atua tanto nas pesquisas técnico-científicas, quanto nas atividades dos serviços de diagnóstico.

Segundo Leandro Vaz Toffoli, professor do curso de Biomedicina da Pitágoras Londrina, este mapeamento foi essencial para entender como o vírus se propaga e desenvolver vacinas e testes diagnósticos. O especialista destaca o esforço dos biomédicos atuando em diferentes frentes, principalmente no diagnóstico da doença, por meio de exames laboratoriais de análises clínicas e radiodiagnóstico (diagnóstico através de exames de imagem). "Muitos profissionais estão dedicados de forma intensa em universidades e institutos de pesquisa, principalmente, no desenvolvimento de métodos diagnósticos, vacinas e tratamento terapêutico”, enfatiza.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Ao lado dos biomédicos, outro profissional atua como protagonista na luta contra a pandemia: o enfermeiro. "Estes profissionais estão na linha de frente no combate ao coronavírus. São eles que ficam junto ao paciente praticamente 24 horas por dia e colaboram na detecção e avaliação dos casos suspeitos”, destaca Patrícia Maria Januário, coordenadora do curso de Enfermagem na Pitágoras Londrina.

Leia mais:

Imagem de destaque
Alerta de fraude

Faculdade confirma que ex-BBB Matteus Amaral burlou sistema de cotas ao se declarar preto

Imagem de destaque
Primeiros convocados

Resultado de concurso para Quadro Próprio do Governo do Paraná é divulgado

Imagem de destaque
Entre os 8 e 19 de julho

Ludoteca da UEL inscreve para colônia de férias em Londrina

Imagem de destaque
Saiba mais

Pesquisa da UENP analisa saúde da mulher no Paraná


ATUAÇÃO

Publicidade


A boa notícia para quem quer apostar na área da saúde é que as profissões da Enfermagem e Biomedicina são promissoras. A possibilidade de diversificar a área de atuação é um dos atrativos das carreiras. "Os cursos vão além do conhecimento técnico e têm como proposta formar profissionais com ampla visão da realidade social brasileira em consonância com as necessidades do mercado de trabalho, ressalta Patrícia.


A graduação em Enfermagem tem como objetivo formar profissionais com habilidades para atuação em diversas áreas, possibilitando-o a trafegar pelos mais variados campos do conhecimento profissional. No contexto de uma pandemia, esses profissionais se destacam em funções de maior complexidade técnica, prestando assistência aos pacientes graves em setores como UTI (unidades de terapia intensiva), UPA (unidades de pronto atendimento), dentre outras.

Já a graduação em Biomedicina permite a atuação para conter endemias, epidemias e pandemias em diferentes frentes. A atuação deste profissional tem sido essencial na área da medicina diagnóstica do novo coronavírus, que pode ser feito por meio de técnicas de Biologia Molecular como o exame confirmatório, realizado através da metodologia de transcriptase-reversa Polymerase Chain Reaction (RT-PCR), em tempo real. No campo da pesquisa técnico-científica em saúde, o profissional Biomédico tem se destacado em estudos nas diversas áreas de conhecimento, como membros ou líderes de projetos.
Tradicionais na Pitágoras, os cursos têm como foco, formar profissionais com ampla visão da realidade social brasileira e contribuir para a ampliação do acesso da população à saúde. O aprendizado em sala de aula é aplicado no estágio obrigatório, realizado nas clínicas mantidas pela instituição ou em unidades do SUS (Sistema Básico de Saúde), sempre com supervisão de profissionais capacitados. "Nosso objetivo é contribuir para oferecer uma formação de qualidade com infraestrutura completa”, enfatiza Toffoli.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade