Pesquisar

Canais

Serviços

Google lança plataforma gratuita que simula entrevista de emprego

Diversos níveis
- Pexels
Redação Bonde com Agência Educa Mais Brasil
17 jun 2022 às 10:51
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Participar de uma entrevista de emprego pode ser um momento bastante tenso para os candidatos. Temer as perguntas do entrevistador, ficar inseguro quanto ao seu rendimento, não saber exatamente como se comportar, podem desencadear estresse e ansiedade nos candidatos e isso são fatores que podem prejudicar o desempenho do candidato a uma vaga de emprego, seja para nível técnico, médio ou superior.

Continua depois da publicidade


Pensando nisso, uma das maiores plataformas de tecnologia do mundo, o Google, lançou o Interviews Warmup, uma plataforma gratuita e on-line que simula uma entrevista e, no final, sinaliza questões que a pessoa precisa melhorar. Durante o processo é possível gravar e transcrever as respostas em tempo real, para descobrir as melhores formas de planejar e melhorar sua apresentação pessoal.


As respostas podem ser dadas por meio da escrita ou da voz. A ferramenta não salva o áudio nem as transcrições durante a sessão de entrevista de emprego, porém, permite que o candidato faça uma cópia ou baixe as respostas após finalizar a sessão.


Na plataforma o indivíduo vivencia situações específicas voltadas para uma entrevista de emprego real, respondendo perguntas mais frequentes em fases de recrutamentos. Ao longo do processo o usuário tem acesso a perguntas sobre diferentes temas como conhecimentos técnicos, trajetória profissional, ou sobre a rotina do candidato. 


No entanto, o Interviews Warmup por enquanto só está disponível no idioma inglês, já que foi desenvolvida primeiramente para alcançar os profissionais dos EUA, que vive uma onda de demissões voluntárias.

Continua depois da publicidade



Desemprego no Brasil

Com 11,2% de taxa de desocupação, o país tem 12 milhões de pessoas desempregadas, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), divulgados em março desse ano. De acordo com o levantamento, o número de empregados com carteira de trabalho assinada no setor privado subiu 1,1% frente ao trimestre anterior. Já a taxa de trabalhadores por conta própria caiu 1,9%, com 25, 4 milhões de pessoas. 


Em 2021, 30% dos desempregados estavam à procura de trabalho por mais de 24 meses. Nesse cenário, as ocupações de nível de qualificação responderem por 74% do emprego no setor industrial, observando-se a tendência de crescimento das ocupações de nível técnico e superior.

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade