Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Vale a pena conferir

Professor dá dicas de como o aluno pode intensificar os estudos para o vestibular

Redação Bonde com assessoria de imprensa
08 jul 2024 às 16:28
- Pexels
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Com a proximidade do vestibular de meio de ano em muitas universidades, muitos estudantes se encontram em um dilema comum: como organizar de maneira eficaz o tempo de estudo para garantir um bom desempenho nas provas. Marcos Ursi Corrêa de Castilho, professor de Sociologia e coordenador do Ensino Médio no Colégio Premier e Wezen Vestibulares, compartilha dicas valiosas sobre a importância de um planejamento personalizado e adaptável, evitando os erros comuns de seguir modelos genéricos encontrados na internet. As orientações também são valiosas para quem vai prestar vestibular no final do ano ou mesmo fazer a prova do Enem. 


De acordo com o professor Marcos, um dos principais erros cometidos pelos estudantes é buscar planos de estudo genéricos e pré-moldados. “A pior coisa que tem são esses planejamentos fixos, pré-estabelecidos, que as pessoas fazem um modelão para aplicar em escala para todo mundo. É bonito no papel, mas vai ser, para a maioria, impossível de ser praticado no dia a dia”, explica o professor. Ele enfatiza que esses planos podem gerar ansiedade e frustração, pois não consideram as particularidades de cada estudante.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Para desenvolver um plano de estudo eficiente, Marcos sugere a realização de dois rituais semanais indispensáveis. O primeiro deve ocorrer no final de semana, onde o estudante deve reservar um tempo para planejar a semana que está por vir. “Distribua as tarefas que ficaram pendentes da semana anterior de forma a que elas não fiquem concentradas em um único dia, espalhando-as ao longo da semana. Distribua tarefas mais fáceis e mais difíceis ao longo de cada dia de estudo, para que não fiquem todas as matérias difíceis em um dia e todas as fáceis no outro”, recomenda.

Leia mais:

Imagem de destaque
Após 15 dias de recesso

Alunos da rede municipal voltam às aulas nesta terça em Londrina

Imagem de destaque
Para 2025 e 2026

UEL deve abrir 3 mil vagas em cursos de graduação e especialização à distância

Imagem de destaque
Fugindo do alto custo no Brasil

Rússia vira destino para brasileiros que querem estudar medicina

Imagem de destaque
Bolsas de estudo

Inscrições para o Prouni abrem nesta terça-feira


- Divulgação


Além disso, é essencial separar momentos para correções e revisões. O planejamento semanal deve ser detalhado diariamente. Antes de iniciar os estudos a cada dia, o aluno deve revisar o planejamento inicial e ajustá-lo conforme necessário. “Aquele planejamento semanal é mais genérico, dispondo de matérias de forma mais geral. Enquanto que, a cada dia, você vai lá e, pegando aquela visão mais geral que você fez no final de semana, você vai detalhando mais as matérias que tem que estudar, os exercícios que tem que fazer, e mais ou menos estimando o tempo que vai levar”, aconselha o professor.


Superar a procrastinação é um dos maiores desafios para manter uma rotina de estudos consistente. O professor Marcos destaca a importância de manter a consistência, tanto em dias de alta motivação quanto em dias mais desafiadores. Para aqueles que já venceram a procrastinação, o próximo passo é aumentar gradualmente a complexidade e a quantidade de questões estudadas, sempre buscando evoluir a rotina.


É crucial entender que a rotina de estudos deve ser dinâmica e adaptável. “Às vezes, o aluno cria aquela rotina como se ela fosse perfeita e entende que, se ele cumprir aquele ritual, a rotina está feita, está pronta, está perfeita. E não é. Você vai tendo que, ao longo do tempo, ir melhorando essa rotina, evoluindo a rotina”, afirma Marcos. Implementar novos desafios e atividades é fundamental para evitar a estagnação e garantir um crescimento constante na pontuação.

Publicidade

Últimas notícias

Publicidade