Pesquisar

Canais

Serviços

OPORTUNIDADE

UEL e Seed lançam aplicativo para oferecer apoio psicológico aos professores

- iStock
AEN
24 jun 2022 às 14:52
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Profissionais da rede estadual de ensino do Paraná contam, agora, com um aplicativo de telessaúde que oferece atendimento psicológico on-line. A plataforma, chamada Bem Cuidar, é uma iniciativa da Seed-PR (Secretaria de Estado da Educação e do Esporte) em parceria com a UEL (Universidade Estadual de Londrina).

Continua depois da publicidade


A partir desta sexta-feira (24), todos os professores, diretores, pedagogos e funcionários de colégios da rede podem utilizar o aplicativo gratuitamente para agendar e realizar teleconsultas com um psicólogo. O serviço contempla tanto os profissionais do QPM (Quadro Próprio do Magistério) quanto os temporários (do PSS) e também é oferecido a servidores que atuam na Seed-PR e nos Núcleos Regionais de Educação.

O atendimento é realizado por 20 psicólogos selecionados pela UEL. Os profissionais também podem fazer encaminhamentos a psiquiatras, de acordo com a necessidade do paciente.


"Com a pandemia, o número de afastamentos por doenças da mente aumentou. Esse retorno presencial foi difícil para muita gente. Essa foi a nossa principal motivação", disse Taciana Fenili de Santana, chefe de Recursos Humanos da Seed-PR, durante o evento de lançamento do aplicativo. A solenidade aconteceu nesta sexta-feira (24) no Canal da Música, em Curitiba.


Os resultados esperados são a redução de casos de ansiedade e estresse entre professores, proporcionando melhores condições de trabalho e, consequentemente, menos afastamentos. "O professor ganha qualidade de vida, e os estudantes ganham professores saudáveis emocionalmente", afirma Taciana.

Continua depois da publicidade


A fase de testes do aplicativo começou em maio, em dois Núcleos Regionais da Educação (de Foz do Iguaçu e Toledo), expandindo a oferta gradativamente. Nas fases finais de teste, no mês de junho, a plataforma alcançou 980 cadastros. 


Agora, a ferramenta está disponível para 80 mil profissionais da educação da rede estadual. A partir do segundo semestre, tem início um estudo para avaliar as possibilidades de oferta de atendimento aos alunos.


"Queremos fomentar um ambiente escolar mais saudável. Estamos discutindo com o Conselho Federal de Psicologia e outros atores sobre qual é a melhor forma de atender os nossos alunos, garantindo a qualidade desse serviço", diz Vinicius Neiva, diretor-geral da Seed.

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade