Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Após denúncia

Tribunal de Contas do Paraná suspende concurso público da Unicentro para contador

Douglas Kuspiosz - Especial para a Folha de Londrina
05 dez 2023 às 19:25
- Unicentro
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O Tribunal de Contas do Paraná (TCE-PR) suspendeu o concurso público realizado pela Unicentro (Universidade Estadual do Centro-Oeste), que tem sede em Guarapuava (Centro-Sul), para o cargo de contador. Os motivos foram as supostas impropriedades na habilitação de candidata que não era registrada no CRC (Conselho Regional de Contabilidade) e na pontuação de outra candidata por tempo de serviço irregular.


A cautelar foi concedida pelo conselheiro Ivan Bonilha e homologada na Sessão de Plenário Virtual nº 21/23 do Tribunal Pleno, concluída em 9 de novembro. O TCE-PR acatou denúncia formulada em face do Edital de Concurso Público nº 158/22 da Unicentro.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


O denunciante apontou que uma candidata havia sido habilitada mesmo tendo desempenhado a função de contadora sem registro no CRC e que outra candidata recebeu pontuação por experiências profissionais que não atendem as disposições do edital do concurso, exercidas sem a devida conclusão de ensino superior e sem registro no CRC.

Leia mais:

Imagem de destaque
AULAS GRATUITAS

EJA: CCI Leste está com inscrições abertas para idosos acima de 60 anos em Londrina

Imagem de destaque
JARDIM BANDEIRANTES

Londrina: EJA tem matrículas abertas no CCI Oeste para idosos acima de 60 anos

Imagem de destaque
Prova em maio

Vestibular 2024.2 da UTFPR oferta 4.219 vagas em 106 cursos; inscrições começam em 26 de fevereiro

Imagem de destaque
Confira!

Concurso da prefeitura de Londrina divulga cargos e banca organizadora


Na instrução do processo, a 2ª ICE (Segunda Inspetoria de Controle Externo) do TCE-PR afirmou que a comissão de licitação permitiu a habilitação pelo exercício da função de contador sem registro em órgão de classe. Além disso, sustentou que houve a pontuação por tempo de serviço prestado em cargos públicos que não requerem a graduação em Contabilidade para seu exercício e em cargo comissionado cuja nomenclatura (Assessor Especial) não se refere às atribuições inerentes à função.


Para emitir a cautelar, Bonilha considerou que a valorização de títulos nos processos seletivos de pessoal na administração pública é fundamentada na busca pelo melhor candidato e deve observar os princípios da igualdade, impessoalidade e razoabilidade, além de guardar estreita pertinência com as atribuições do cargo a ser provido.


CONTINUE LENDO NA FOLHA DE LONDRINA:

Imagem
Tribunal de Contas suspende concurso para contador da Unicentro
O TCE-PR acatou denúncia de irregularidades na habilitação de duas candidatas
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade