Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Confira!

Universidades Estaduais estão entre as melhores da América Latina

AEN
12 fev 2021 às 14:27
- AEN
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

As Universidades Estaduais do Paraná estão entre as melhores da América Latina, segundo a classificação do Webometrics Ranking of World Universities, divulgado terça-feira (9). É elaborado pelo Cybermetrics Lab, grupo de pesquisa pertencente ao CSIC (Conselho Superior de Investigações Científicas). O órgão é referência em pesquisa científica na Espanha.


O ranking avalia 31 mil instituições de ensino superior no mundo, em critérios webométricos e bibliométricos. A UEM (Universidade Estadual de Maringá) conquistou a 66ª colocação, seguida pela UEL (Universidade Estadual de Londrina), em 92ª. As universidades ficaram à frente de instituições que são referência nacional, como o ITA (Instituto Tecnológico da Aeronáutica), Unifor (Universidade Federal de Fortaleza) e a Universidade Federal do ABC.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


As Universidades Estaduais UEPG (de Ponta Grossa), Unicentro (do Centro-Oeste) e Unioeste (do Oeste do Paraná) estão entre as 200 melhores universidades da América Latina. A UENP (Universidade Estadual do Norte do Paraná) aparece em 370ª e a Unespar (Universidade Estadual do Paraná) em 437ª.

Leia mais:

Imagem de destaque
AULAS GRATUITAS

EJA: CCI Leste está com inscrições abertas para idosos acima de 60 anos em Londrina

Imagem de destaque
JARDIM BANDEIRANTES

Londrina: EJA tem matrículas abertas no CCI Oeste para idosos acima de 60 anos

Imagem de destaque
Prova em maio

Vestibular 2024.2 da UTFPR oferta 4.219 vagas em 106 cursos; inscrições começam em 26 de fevereiro

Imagem de destaque
Confira!

Concurso da prefeitura de Londrina divulga cargos e banca organizadora


"Essa é a maior avaliação de exercício científico do mundo e ver nossas Universidades Estaduais como protagonistas na América Latina nos orgulha muito, pelo trabalho científico, de extensão e de internacionalização que é desenvolvido em diferentes regiões do Estado”, destaca o coordenador de Relações Internacionais da Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Luis Mascarenhas.

O objetivo da classificação é incentivar as universidades a divulgarem o conhecimento gerado pelas instituições. São considerados três indicadores no ranking: visibilidade e impacto do conteúdo na internet; excelência e transparência ou abertura.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade