Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Qual o tempo?

Por que Luna reencarnar em Serena na novela 'Alma Gêmea' é impossível para espiritismo

Ane Cristina - UOL/Folhapress
02 mai 2024 às 14:21
- Márcio de Souza/TV Globo
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Com a reprise de "Alma Gêmea" (2005) na Globo, o espiritismo retratado na novela passou a ser contestado. Para alguns espectadores, a reencarnação do espírito de Luna foi muito rápida: é praticamente instantânea. No mesmo momento em que a bailarina morre, a indígena Serena nasce.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


NÃO HÁ UM TEMPO ESPECÍFICO PARA O ESPÍRITO REENCARNAR

Leia mais:

Imagem de destaque
Após sete anos

Globo vai voltar a transmitir shows do Rock in Rio ao vivo na TV aberta

Imagem de destaque
Veja vídeo

Natalia Becker abandona entrevista no Fantástico ao ser perguntada sobre formação

Imagem de destaque
Clínica de Natalia Becker

Outra cliente de influencer relata problemas após peeling de fenol

Imagem de destaque
gestor da teledramaturgia da Globo

Entrevista: "Remake de Vale Tudo está 99% certo", diz José Luiz Villamarim


Na maioria das vezes, o intervalo é relativamente longo, como explica Vera Millano, diretora da área doutrinária da FEESP (Federação Espírita do Estado de São Paulo), em entrevista para Splash. "A Doutrina Espírita, através da obra 'O Livro dos Espíritos', no capítulo referente à Vida Espírita, revela-nos que o tempo entre uma encarnação e outra é imprevisível, pois cada Espírito traz suas experiências, vivências e necessidades."

Publicidade


"Este intervalo entre uma reencarnação e outra pode ser curto, mas, na maioria das vezes, envolve intervalos mais ou menos longos. Mas, cedo ou tarde, o Espírito terá oportunidade de recomeçar uma nova existência para dar continuidade ao seu aprendizado e evolução, intelectual e moral."


Diferentemente da novela, para o espiritismo, o Espírito é ligado ao corpo desde a concepção, quando o espermatozoide fecunda o óvulo. Dessa forma, seria impossível que Serena estivesse sem "alma" enquanto era gestada por sua mãe. O espírito se ligaria ao óvulo fecundado por um cordão fluídico e a ele permaneceria unido durante a gestação e toda a vida. Tal ligação só se rompe com a morte do corpo físico, explica Vera.


"Esta união é definitiva, isto é, outro Espírito não poderá substituí-lo. Considerando o período necessário de gestação, será impossível ao Espírito estar encarnado em outro corpo, no mesmo período, o que torna impossível que ele possa deixar um corpo pela sua morte e, imediatamente, encarnar em outro que está nascendo", disse Vera Millano.


Imagem
Hemocentro do HU da UEL precisa de doações de sangue tipo O- e O+
A direção do Hemocentro Regional de Londrina, do HU-UEL (Hospital Universitário da Universidade Estadual de Londrina), informa que os estoques de sangue do tipo O – e O+ estão baixos.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade