Pesquisar

Canais

Serviços

Espanha

No retorno de Kaká, Real Madrid ganha mais uma vez

Agência Estado
03 jan 2011 às 22:16
Publicidade
Publicidade

Após ficar 184 dias sem poder jogar - seu último jogo havia sido a derrota da seleção brasileira para a Holanda nas quartas de final da Copa do Mundo da África do Sul -, Kaká voltou aos gramados, nesta segunda-feira, e participou de pouco mais de 15 minutos da vitória do Real Madrid sobre o Getafe por 3 a 2, fora de casa, pelo encerramento da 17.ª rodada do Campeonato Espanhol.


A torturante espera de Kaká, causada por uma lesão no joelho esquerdo, acabou aos 3o minutos do segundo tempo, quando o técnico português José Mourinho o colocou no lugar do centroavante francês Karim Benzema. Ainda bem longe de sua melhor forma, como era de esperar, o brasileiro sentiu a falta de ritmo de jogo e ainda viu sua equipe sofrer para garantir a vitória, já que estava com um jogador a menos nos últimos dez minutos com a expulsão de Arbeloa.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade



O resultado positivo manteve o Real Madrid na cola do Barcelona. O clube da Catalunha, que havia derrotado o Levante no domingo, está na liderança com 46 pontos, apenas dois à frente da equipe merengue. Os dois rivais voltam a atenção agora para a Copa do Rei, que tem a rodada de volta das oitavas de final neste meio de semana, mas a briga pela ponta terá novo capitulo com a penúltima rodada do turno no fim de semana.

Leia mais:

Imagem de destaque
3 a 0

Brasil derrota Japão nos pênaltis para garantir 3º lugar na SheBelieves

Imagem de destaque
Na quinta

Palmeiras poupará titulares na Libertadores para 'equilibrar elenco'

Imagem de destaque
Entenda

Flamengo: Gerson assume liderança fora do campo enquanto tenta antecipar volta

Imagem de destaque
Lateral-esquerdo

Santos prepara renovação de Felipe Jonatan de olho em venda futura



Em campo, antes de Kaká entrar, o Real Madrid mostrou força e abriu 2 a 0 no placar em 19 minutos - gols de Cristiano Ronaldo, aos 11, e do alemão Özil, oito minutos depois. O Getafe, que faz boa campanha e ocupa a sétima colocação (26 pontos), diminuiu antes do intervalo com Parejo.


Na segunda etapa, o atacante português marcou mais uma vez - seu 19.º gol, para confirmar a artilharia isolada do campeonato -, aos 12 minutos. Já com Kaká em campo, Arbeloa foi expulso aos 36 e o Getafe aproveitou a vantagem numérica em campo para diminuir com Albín, aos 40, e exercer forte pressão, que acabou sendo inútil até o apito final.


Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade