Pesquisar

Canais

Serviços

Rio de Janeiro

Força Nacional poderá atuar na segurança das Olimpíadas

Agência Brasil
07 out 2009 às 14:27
Publicidade
Publicidade

A Força Nacional poderá atuar na segurança dos Jogos Olímpicos de 2016, que serão realizados no Rio de Janeiro. A informação foi dada nesta quarta (7) pelo ministro da Justiça, Tarso Genro. Ele disse que, se necessário, 20 mil homens poderão atuar na segurança junto com autoridades locais, a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal.

"O Brasil tem um programa maduro e civilizado de segurança pública, e temos homens e mulheres treinados para fazer esse serviço. E já demos a demonstração no Pan-Americano [realizado no Rio de Janeiro em 2007]. Isso foi fulminante para tirar de pauta a questão da segurança e nós podermos trazer as Olimpíadas em 2016", afirmou o ministro.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Ele comentou também a acusação de violência e estupro por três policiais da Força Nacional de Segurança Pública, em Luziânia, município goiano no Entorno do Distrito Federal. De acordo com o ministro, o caso, que ocorreu na madrugada de sábado (3), já está sendo apurado. Segundo a denúncia, dois jovens foram violentados e torturados pelos policiais.

Leia mais:

Imagem de destaque
Bronny

Filho de LeBron diz não sonhar em jogar com o pai na NBA

Imagem de destaque
MLS

Pabllo Vittar assina nova coleção de uniformes da liga americana de futebol

Imagem de destaque
Jogos Internacionais

NFL define horário de jogo que será na Neo Química Arena

Imagem de destaque
Paracanoagem

Londrinense ganha prata no Mundial e garante vaga nos Jogos Paralímpicos de Paris


"É o primeiro caso grave que acontece na Força Nacional e está sendo apurado. Vocês podem ter certeza de que, se essas pessoas tiverem cometido isso que está sendo noticiado, elas terão uma punição exemplar, porque são as primeiras que mancham o prestígio da Força Nacional", disse.

A Força Nacional realiza ações de segurança em municípios da região do Entorno do Distrito Federal. Segundo o Ministério da Justiça, a força, que foi criada em 2004, trabalha em apoio às instituições de segurança estaduais em momentos de crise e sob a coordenação das secretarias de Segurança Pública. Para conseguir o auxílio da Força Nacional, o governo do estado deve fazer a solicitação ao ministro da Justiça.


Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade