Pesquisar

Canais

Serviços

- Pixabay
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Novos hábitos

Reeducação alimentar: conheça os mitos e verdades

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
08 mar 2022 às 07:00
Continua depois da publicidade

A reeducação alimentar tem ganhado cada vez mais espaço em debates na sociedade atual, fazendo com que as pessoas reflitam sobre o que colocam no prato. Os motivos que levam as pessoas a passarem por esse processo de mudança no comportamento alimentar são diversos, como controlar ou curar doenças, manter a boa saúde e até mesmo emagrecer.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Apesar disso, o conceito de reeducação alimentar pode gerar algumas dúvidas e, consequentemente, causar inseguranças. Por isso, a endocrinologista Mônica de Aguiar Medeiros, do Núcleo de Obesidade e Cirurgia Bariátrica, da Beneficência Portuguesa de São Paulo, esclarece alguns mitos e verdades a respeito do tema.

Continua depois da publicidade


Fazer jejum ajuda a emagrecer


Mito

 

Continua depois da publicidade

O que faz a pessoa emagrecer é consumir menos calorias, portanto, o jejum não ajuda, obrigatoriamente, nesse quesito. Medeiros explica que quando a pessoa fica muito tempo sem se alimentar e, em seguida, ingere uma quantidade controlada de calorias, isso pode levar à perda de peso. Mas se a pessoa fizer um jejum prolongado e, depois, ingerir uma quantidade muito grande de calorias ou alimentos que são mais calóricos, não ocorrerá o emagrecimento.


Consumir bebidas alcoólicas atrapalha no emagrecimento


Verdade

 

A bebida alcoólica é muito calórica, mas as pessoas tendem a não saber ou não enxergarem toda caloria que tem nela. “Para exemplificar, uma lata de cerveja equivale a um pão francês, então se a pessoa toma 10 cervejas é como se tivesse comido 10 pães”, esclarece a médica. E além da caloria própria da bebida, ela normalmente é consumida acompanhada de petiscos, que também costumam ser alimentos mais calóricos.


Comer antes de dormir engorda


Mito

 

Não é necessariamente o horário das refeições que influencia no ganho de peso, mas, sim, a qualidade da comida e seu equilíbrio no decorrer do dia. Apesar disso, o consumo de alimentos perto do horário de dormir não é recomendado, pois pode piorar a qualidade do sono ou estimular refluxo gastresofágico.


Beber água é importante dentro de uma dieta saudável


Verdade

 

O consumo diário de água é fundamental para a saúde, garantindo o funcionamento dos rins e do intestino, além de ajudar a controlar um pouco a fome. Pessoas que não bebem muita água podem acabar comendo mais por confundir o sentimento da sede com a sensação de fome. Então, é sempre saudável manter um bom consumo de água: em torno de dois litros por dia para uma pessoa adulta.  


O ideal é se alimentar sempre de três em três horas


Mito

   

A frequência e horário da refeição deve ser individualizada, não é obrigatório comer a cada 3 horas, olhando no relógio. Para algumas pessoas, essa alimentação de forma fracionada pode funcionar, pois após um jejum prolongado, elas podem acabar comendo em excesso e priorizando alimentos mais calóricos. Mas isso não é uma regra, varia de pessoa para pessoa. 


Existem alimentos que são vilões da dieta


Mito

 

Segundo Medeiros, não existem alimentos que são vilões da dieta. Todos podem ser consumidos, desde que seja de forma equilibrada. “Ninguém engorda por comer um determinado alimento, mas, sim, porque não soube equilibrar a dieta. Quando um alimento mais calórico está dentro de uma dieta desequilibrada, ele pode contribuir para o ganho de peso, mas não é ele em si o culpado por esse ganho de peso”, finaliza.

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade