Pesquisar

Canais

Serviços

- Saulo Ohara/Equipe Folha
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Em busca da classificação

Londrina será ofensivo em decisão com Maringá

Lucio Flávio Cruz - Folha de Londrina
08 abr 2015 às 08:57
Continua depois da publicidade

Precisando de uma vitória para chegar a semifinal e manter viva as esperanças do bicampeonato, o Londrina terá um time ofensivo para a decisão desta noite contra o Maringá, às 21h50, no Estádio Willie Davids. O centroavante Neílson, recuperado de uma lesão muscular, deve ser a grande novidade no ataque alviceleste.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Com a vitória de 2 a 1 no domingo, no estádio do Café, o time da Cidade Canção joga por um simples empate para se classificar. Ao Londrina só a vitória interessa. Se ganhar por um gol de diferença, a disputa vai para os pênaltis. Em caso de vitória por dois gols ou mais, o Tubarão avança para a semi.

Continua depois da publicidade


Após a derrota de domingo, a palavra que mais se ouviu no Londrina foi que é possível reverter a vantagem maringaense. Mas, todos no clube admitem que é preciso jogar melhor e ter um algo a mais. "Os jogadores têm a confiança e sabemos que não existe nenhum bicho papão. Temos que fazer algo diferente e vamos fazer. Temos que ter um time mais ofensivo e impactante", revelou o técnico Cláudio Tencati, em entrevista à rádio Paiquerê AM, deixando nas entrelinhas a formação com três atacantes, apesar de não ter confirmado o time oficialmente.


Neílson não joga desde a 8ª rodada, no dia 11, quando lesionou a coxa contra o Prudentópolis. O atacante voltou a treinar com bola na sexta-feira e foi relacionado para o jogo. Neílson deve ocupar a vaga de Kanu e jogar ao lado de Arthur e Paulinho, que retorna de suspensão. O treinador confirmou também as voltas do zagueiro Sílvio e do volante Germano, que também estavam suspensos na primeira partida. Com a nova formação, Bídia e Léo Maringá vão para o banco de reservas.


"Vamos para uma guerra e temos que ter maturidade, experiência e equilíbrio para reverter a vantagem do adversário", frisou Tencati. Foi justamente contra o Maringá, na 3ª rodada, que o Londrina conquistou a única vitória fora de casa neste Paranaense. A repetição do placar de 2 a 0 leva o LEC para a semifinal. "No ano passado, a missão contra o Atlético era muito mais difícil e conseguimos aquela reversão fantástica. Por isso temos a confiança", ressaltou o treinador, relembrando a épica vitória de 4 a 1 contra o rubro-negro, que garantiu o Londrina na decisão do Paranaense do ano passado.

Continua depois da publicidade


No Maringá, o técnico Claudemir Sturion também mantém mistério. O lateral-direito Rhuan, que torceu o tornozelo no domingo, é dúvida e Gerônimo está de sobreaviso. No ataque, Rafael Santiago, recuperado de dores musculares, deve voltar ao time no lugar de Gabriel Barcos. "Independente da vitória lá no domingo, nós sabemos das qualidades dos jogadores dos Londrina, tanto que na primeira fase, eles nos venceram aqui dentro do Willie Davids. Então, temos que entrar focados, buscando a vitória e impondo o nosso ritmo de jogo", cobrou Sturion.


EM MARINGÁ


MARINGÁ
Tadeu; Rhuan (Gerônimo), Marcelo Xavier, Fabiano e Edinho; Ítalo, Eurico, Serginho Paulista e Danilo Rios; Rafael Santiago (Gabriel Barcos) e Edmar. Técnico: Claudemir Sturion


LONDRINA
Vítor; Lucas Ramon, Sílvio, Dirceu e Allan Vieira; Diogo Roque, Germano e Rone Dias; Arthur, Neílson e Paulinho. Técnico: Cláudio Tencati

ÁRBITRO: Rafael Traci
ESTÁDIO: Willie Davids
HORÁRIO: 21h50


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade