Pesquisar

Canais

Serviços

- Pixabay
Prevenção é a melhor aliada

Dia do Veterinário: saiba qual a importância de levar seu pet ao médico

Ana Clara Marcondes - estagiária*
09 set 2021 às 16:33
Continua depois da publicidade
No dia 9 de setembro comemora-se o Dia do Veterinário. Muitos tutores deixam para levar seus peludinhos ao veterinário apenas quando apresentam algum problema de saúde. No entanto, algumas doenças só aparecem quando já estão em estado avançado. Por isso, é sempre melhor prevenir. Levar o pet com frequência para consultas e exames garante uma melhor qualidade de vida e a certeza de que o animal está saudável.


Continua depois da publicidade

Além de cuidar da saúde dos pets, o profissional é responsável por verificar a segurança de produtos de origem animal, controle de doenças transmitidas por animais e, até mesmo, a parte sanitária de determinados estabelecimentos, a fim de proteger a saúde pública. Mas eles ganham destaque quando se fala de cães e gatos.

Continua depois da publicidade


Frequência de acordo com a idade


Para os filhotes, o recomendado é que até os seis meses, o pet faça consultas regulares, para que o profissional possa acompanhar o crescimento e desenvolvimento do animal.


Para os adultos, a partir do sétimo mês, consultas anuais são suficientes. O objetivo é que o pet faça um check-up geral e receba as vacinas necessárias.


Para os animais, entre os sete e oito anos de idade, eles já são considerados idosos. Por isso, são necessárias consultas semestrais para acompanhar de perto essa fase da vida.


Em todas as fases é preciso fazer o controle de pulgas e carrapatos, recomendado de forma mensal. E o uso mensal ou trimestral de vermífugos.


Exames de check-up


Continua depois da publicidade
Levando o pet na frequência indicada, o profissional pode realizar exames para garantir que seu amigo de quatro patas está bem. A primeira parte são os exames clínicos comuns, como pesar, olhar o ouvido, auscultar o coração e medir a temperatura.


A segunda parte são os exames mais complexos, mas que por meio deles, pode-se verificar se há alguma doença ou não. São eles: hemograma completo, exame de urina, ultrassom e radiografia. Nem sempre todos são necessários. (Com informações de Petlove e Petz).


*Sob supervisão de Fernanda Circhia

Continue lendo