Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Perigo

Com a primavera, cuidado com os pets e as plantas tóxicas

Redação Bonde com assessoria de imprensa
23 set 2020 às 10:26
- Shutterstock/Divulgação
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Plantas podem fazer muito mal aos cães e gatos, por isso os tutores precisam redobrar a atenção nessa época do ano. Com a chegada da primavera, ruas e jardins ganham muito mais cor. As plantas que dão vida e deixam os espaços mais bonitos e aconchegantes, entretanto, algumas delas são tóxicas para os animais.


Por curiosidade, tédio ou até mesmo para coçar os dentinhos que estão nascendo, os pets podem acabar ingerindo e se intoxicando com elas. A PremieRpet, especialista em alimentos alta qualidade para cães e gatos, preparou uma imagem com algumas das principais plantas tóxicas para os nossos amigos de quatro patas. Confira abaixo:

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Divulgação
Divulgação


Em caso de ingestão, o animal pode apresentar salivação excessiva, dor, edema, dificuldade de deglutição, vômitos, diarreias e perda de apetite. Se o seu pet apresentar algum desses sintomas, a orientação é procurar um médico veterinário.

Leia mais:

Imagem de destaque
30 dias para conclusão

Comissão do governo vai definir regras para transporte aéreo de pets

Imagem de destaque
Após cair em uma armadilha

Onça-parda capturada por moradores de chácaras em Londrina é solta em área protegida

Imagem de destaque
Pedido da passageira

Justiça decide que cão de suporte emocional deve viajar com passageira na cabine de avião

Imagem de destaque
Sem licença ou origem legal

Polícia Ambiental orienta como fazer a devolução voluntária de animais silvestres


Para evitar esse perigo, uma dica é manter as plantas em lugares altos e inacessíveis, como em cima de móveis ou penduradas em suportes. No caso dos gatos, é preciso atenção extra, pois eles são escaladores. Além disso, é importante proporcionar uma rotina e um ambiente
saudável ao pet, promovendo enriquecimento ambiental e praticando exercícios físicos.


"Essas atividades diminuem o tédio e o estresse dos animais, direcionando a atenção deles para brinquedos adequados”, explica o médico veterinário Flavio Silva, supervisor de capacitação técnico-científica da PremieRpet.

Dessa forma, o seu jardim continuará alegre na estação mais florida do ano e, principalmente: sem riscos ao seu amigo de quatro patas! ;)


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade