Pesquisar

Canais

Serviços

- Shutterstock/Divulgação PremieRpet®
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Cuidados

Confira alguns alimentos de Páscoa tóxicos para pets

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
07 abr 2022 às 15:39
Continua depois da publicidade

Quem vive na companhia de cães ou gatos certamente já enfrentou um olhar pidão, latidos ou miados na hora das refeições. As celebrações de Páscoa são um dos momentos propícios para esse comportamento, já que a mesa farta no almoço de domingo pode despertar o interesse do pet pelo aroma diferente do que está acostumado. Não é fácil resistir aos olhares de súplica, mas vale lembrar: a conduta do tutor é fundamental para o bem-estar do pet.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Continua depois da publicidade

Entre os alimentos tóxicos para animais de estimação, o chocolate é um dos maiores vilões. “O fígado dos cães e gatos não metaboliza corretamente a substância teobromina, que está diretamente relacionada com a quantidade de cacau presente no chocolate. Quanto mais cacau, mais teobromina o alimento contém e mais tóxico para os pets ele é”, explica Flavio Silva, mestre em nutrição de cães e gatos e supervisor de capacitação técnico-científica da PremieRpet.

Continua depois da publicidade

Mas, além do chocolate, outros ingredientes comuns nesta data também podem fazer mal e causar intoxicação nos pets.

Confira três limentos da páscoa que são tóxicos para os pets:

1.  Chocolate


A ingestão de chocolate pelo pet pode provocar o aumento de contrações musculares, excitação nervosa, micção em excesso, elevação da temperatura corporal, respiração acelerada, taquicardia, vômitos e diarreia. Além do risco de intoxicação e do mal-estar, o chocolate pode acarretar outros males ao organismo do animal, como a obesidade e suas complicações. É importante ficar atento e não deixar os ovos de páscoa e bombons em locais acessíveis a cães e gatos. Eles podem se sentir atraídos pelo cheiro, pela embalagem e “roubar” sem que os donos percebam.


2.  Cebola


A cebola é utilizada como tempero em diversos pratos típicos de Páscoa, como o bacalhau e outros peixes. Mas seja crua, cozida ou desidrata, a cebola faz mal aos cães e gatos. O alimento contém a substância tiossulfato, que provoca a oxidação dos glóbulos vermelhos do sangue do cão. A intoxicação ocorre com a ingestão de uma grande quantidade de uma só vez ou com pequenas quantidades dadas regularmente e pode causar problemas respiratórios como aumento da frequência respiratória, cardíaca e mucosas azuladas.


3.  Uva e uva-passa


É bastante comum a presença de uva nas comemorações, seja a uva-passa nos diversos preparos ou a fruta in natura nas sobremesas. Mas a ingestão de uva e seus derivados pode causar intoxicação grave nos cães e gatos, incluindo lesões renais agudas e, em casos mais graves, o óbito. As frutas cristalizadas, como a uva-passa, também estão presentes na colomba pascal, pão doce tradicional na época de Páscoa. Por isso, é necessário cautela para não deixar esse tipo de alimento de fácil acesso para o pet.

Para garantir a alegria dos pets de forma segura durante as celebrações, Silva recomenda fornecer alimentos apropriados e nutricionalmente balanceados. “Já existem diversas opções saudáveis e nutritivas no mercado, perfeitas para momentos de recompensa, lazer, distração e mimo aos animais”, orienta o especialista.

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade