14/05/21
PUBLICIDADE
Cuidado!

Asma X Covid-19: entenda a relação entre a doença respiratória e o novo coronavírus

Segundo o Ministério da Saúde, mais de 6 milhões de brasileiros sofrem com a asma, doença respiratória crônica que mata até cinco pessoas diariamente no Brasil. Com o novo coronavírus, pacientes portadores de enfermidades pulmonares, como a asma, se tornam grupo de risco para a doença.

Reprodução/Pixabay
Reprodução/Pixabay


Pacientes com asma têm maior risco de desenvolver complicações caso sejam infectados pelo novo coronavírus, alerta Myrna Campagnoli, diretora médica do Laboratório Frischmann Aisengart, que integra a Dasa - líder em medicina diagnóstica no Brasil.

"Em casos mais graves, o vírus pode provocar uma reação inflamatória no pulmão, o que pode ser fatal, especialmente para pessoas portadoras da asma. Vale ressaltar que a asma é uma doença que pode se iniciar em qualquer faixa etária, não só em crianças, e portanto, todos os pacientes devem procurar um especialista para avaliar o seu quadro de saúde caso apresentem falta de ar, tosse persistente e sensação de chio no peito.", explica Myrna.

Outro ponto de atenção é que as doenças respiratórias têm seu pico de incidência no inverno, e com isso há aumento da procura pelos serviços de saúde.

"Os pacientes com asma preferencialmente devem ter os remédios prescritos para a prevenção e tratamento de crises em suas residências para que, em casos leves, não necessitem sair de casa. Para casos moderados e severos, mesmo em tempos de pandemia, é recomendável que o paciente procure atendimento médico.", acrescenta.

A fata de ar é o principal sintoma, e o mais grave, nas crises de asma. Segundo a doutora, a Covid-19 também pode apresentar a falta de ar, o que exige, portanto, para realizar o diagnóstico diferencial em asmáticos, a observação de outros sinais como dores pelo corpo, cefaleia e febre, incomuns em crises asmáticas.

Por ser uma doença crônica, a asma pode deixar o paciente mais vulnerável infecções secundárias a uma crise. Essas infecções podem ser causadas por bactérias (pneumonia bacteriana) ou por vírus, inclusive o novo coronavírus.

Myrna ressalta que a imunização contra outras doenças respiratórias é importante neste período, sobretudo com a proximidade do inverno.

"Os portadores da asma também devem se vacinar o quanto antes contra o pneumococo e o influenza (gripe). Dessa forma, o paciente se prepara para o inverno, período mais crítico para a asma, além de reduz a chance de infecções e a necessidade de procurar os serviços de saúde, reduzindo assim o risco de contagio pelo novo coronavírus", explica.

Além de continuar com os tratamentos receitados pelo médico, o paciente asmático deve seguir todas as medidas de proteção como usar máscaras, lavar as mãos e, principalmente, ficar em casa se for possível. As medidas ambientais de combate as crises, reduzir poeira e ácaros, pelos de animais e outros alérgenos (alimentares e inalantes) também contribuem para a redução de crises.
Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
PUBLICIDADE
Continue lendo
Boletim diário

Com mais 300 casos, Londrina ultrapassa 53 mil confirmações de Covid-19

13 MAI 2021 às 18h00
Boletim

Maringá registra mais duas mortes pela Covid-19 nesta quinta

13 MAI 2021 às 16h43
5.053 novos casos

Com mais 132 registros, Paraná passa de 24 mil mortes por complicações da Covid-19

13 MAI 2021 às 16h12
Covid-19

Saúde orienta interrupção da vacinação em gestantes e puérperas sem comorbidades

13 MAI 2021 às 15h06
Até às 17h

Profissionais da educação com 59 anos se vacinam nesta quinta-feira em Maringá

13 MAI 2021 às 11h30
Nota atualizada

UTI Adulto para Covid-19 tem 107% de ocupação no HU de Londrina e é aguardada por 30 pacientes

13 MAI 2021 às 11h15
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados