Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Após as festas

Colabore com o seu fígado, evite a "ressaca"

Redação Bonde
05 jan 2011 às 15:51
- Reprodução
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Tomar bastante água no dia seguinte às festas, para evitar os sintomas desagradáveis da ressaca, pode ser uma saída plausível que ameniza os efeitos do álcool no organismo. Contudo, a melhor maneira de evitar o mal estar no dia seguinte e preservar o seu fígado de consequências graves e até irreversíveis é uma só: evitar o excesso de bebidas alcoólicas.

De acordo com o gastroenterologista Wilson Beleski de Carvalho, da Paraná Clínicas Planos de Saúde Empresariais, "o fígado é um órgão com múltiplas funções, entre elas está a metabolização de diversas substâncias e alimentos" explica.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Por isso, segundo o especialista, além do álcool, outros fatores podem prejudicar o órgão: "uma dieta hipercalórica, rica em carboidratos e gordura pode levar ao acúmulo de gordura no fígado, ao longo do tempo", diz. "Além disso, diversas medicações são metabolizadas neste órgão, portanto, devem-se usar remédios com cautela e apenas após orientação médica", completa.

Leia mais:

Imagem de destaque
Na próxima quarta

'Por que o intestino é considerado o segundo cérebro?' é tema de live da Associação Médica de Londrina

Imagem de destaque
Saiba como tratar

Incontinência urinária é mais comum em mulheres

Imagem de destaque
ORIENTAÇÕES DE CARDIOLOGISTA

Cardiopatia em crianças e adolescentes? Médica alerta para os sinais

Imagem de destaque
Noroeste do PR

Mandaguari inicia distribuição de medicamentos à base de canabidiol


Nas épocas festivas, em que excedemos nas alimentações e bebidas alcoólicas, é importante alimentar-se com comidas leves, várias vezes ao dia, e ter moderação na ingestão de bebidas alcoólicas. Embora algumas crenças populares afirmem que "para cada dose de whisky, três copos de água compensam", isso não é comprovado. "Não podemos definir uma quantidade exata de água, que neutralize os efeitos ruins do álcool", ressalta Carvalho. "É evidente que ingerir bastante líquido no dia seguinte contribui para uma melhora mais rápida, porém o melhor para amenizar a ressaca é evitar os excessos", garante o especialista.


Medicações bastante conhecidas costumam ser companheiras fieis daqueles que não abrem mão de beber um pouquinho a mais em dias de festa. "Esses medicamentos podem aliviar os sintomas após o consumo excessivo do álcool, porém não recomendamos o uso preventivo, antes das festas, como costuma ser recomendado", afirma Carvalho.

Moderações no consumo de bebidas alcoólicas são sempre bem-vindas, para evitar o acúmulo de gordura, hepatite alcoólica e, ao longo dos anos, a cirrose hepática (com Lide Multimídia - Assessoria de Imprensa).


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade