Pesquisar

Canais

Serviços

- Reprodução/Pixabay
Continua depois da publicidade
Cuide-se!

Saiba como prevenir a osteoporose

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
18 out 2019 às 08:31
Continua depois da publicidade

Os ossos que envolvem nosso corpo nos dão estabilidade, proteção, equilíbrio e força. Dependemos deles para a realização de qualquer atividade e funcionamento de nossos músculos, órgãos e movimentos. Nossa estrutura óssea está sempre se renovando e essa remodelação acontece diariamente em todo o esqueleto, durante a vida inteira. O problema é quando a massa óssea começa a diminuir, deixando nossa estrutura fina, sensível e fraca.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

A osteoporose é uma doença definida por ser uma condição metabólica associada ao enfraquecimento, à insuficiência e à fragilidade dos ossos por conta da perda acelerada da massa que os envolve. Esta doença permite o aumento de fraturas, de dores e de insuficiência de complexos e vitaminas, como minerais e cálcio produzidos pelo próprio corpo.


No dia 20 de outubro é comemorado o Dia Mundial Da Prevenção Contra Osteoporose, uma data para alertar e conscientizar as pessoas sobre esta doença silenciosa. Por conta disso, Claudia Goldenstein Schainberg, médica especialista em reumatologia, explica mais sobre esta enfermidade, seus tratamentos, prevenções, sintomas e cuidados.


"A osteoporose pode ser uma doença genética ou desenvolvida por conta dos nossos hábitos diários. Portanto, é necessário prevenir este mal com mudanças, pois a mesma pode desencadear graves problemas. Podemos nos defender da osteoporose ao manter uma alimentação rica em cálcio, praticar exercícios físicos regularmente, realizar exames gerais, tomar sol frequentemente (por conta da Vitamina D) e evitar o estresse.”, aconselha a especialista


Segundo a reumatologista, a osteoporose não tem cura, porém existem tratamentos que podem amenizar os sintomas, como o uso de medicamentos para alivio das dores; uso de suplementos vitamínicos, para promover as funções, o crescimento e o desenvolvimento normais do corpo e uso de antiácidos para neutraliza os efeitos do ácido estomacal

Continua depois da publicidade

"Antes de buscarmos tratamento para estes incômodos, precisamos descobrir a sua causa. O motivo das dores é variado e depende de diversos fatores, como postura, genética, peso, sedentarismo e temperaturas climáticas. A origem do desconforto pode ser predominantemente biomecânica, infecciosa, inflamatória ou autoimune e o seu reumatologista saberá exatamente como te direcionar. Portanto, procure um médico para um diagnóstico certeiro. E se necessário, o especialista lhe receitará medicações, tratamentos, exercícios e até cirurgias dependendo da situação” finaliza a médica.


Compartilhar nas redes:

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade