Pesquisar

Canais

Serviços

- Reprodução
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Medidas simples

Saiba como usar o computador sem prejudicar a saúde

Redação Bonde
26 mar 2010 às 19:32
Continua depois da publicidade

Seja para trabalhar, seja nos momentos de lazer, os brasileiros também já passam mais tempo na internet que em frente à televisão, revela o estudo 'O futuro da mídia'. O tempo médio de navegação (32,5 horas semanais) já é três vezes superior ao de audiência de TV (9,8 horas).

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Com tanto tempo diante da tela do computador, o mais provável é que os sintomas da Síndrome de Visão de Computador (CVS) - olhos irritados, vermelhos, coceira, olhos secos ou lacrimejamento, fadiga, sensibilidade a luz, sensação de peso nas pálpebras ou da fronte, dificuldade em conseguir foco, enxaquecas, dores lombares e espasmos musculares - apareçam como resultado de condições externas relacionadas à tela do computador ( falta de iluminação, má localização da iluminação, posição imprópria do monitor e tela suja) - e a problemas oculares pré-existentes: miopia, hipermetropia, presbiopia. Os hábitos inadequados de uso do computador, por horas sem descanso, também integram esta lista.

Continua depois da publicidade


"A Ergoftalmologia, campo da Oftalmologia do Trabalho, age preventivamente, visando prevenir acidentes oculares. No campo da Ergonomia, seus esforços buscam adaptar o ambiente de trabalho à visão humana, proporcionando conforto visual ao usuário do computador", explica o oftalmologista Virgilio Centurion, diretor do IMO, Instituto de Moléstias Oculares.


Segundo o médico, todos os esforços que visam prevenir o aparecimento da CVS são válidos, pois qualquer pessoa que passe aproximadamente duas horas por dia em frente ao computador apresenta o risco de desenvolver a Síndrome.



Para prevenir a CVS

Continua depois da publicidade


As condições do ambiente de trabalho, umidade relativa do ar, ventilação, temperatura e iluminação podem afetar diretamente a qualidade de vida dos trabalhadores. No ambiente doméstico, o mesmo pode acontecer. "Algumas providências podem ser tomadas relativas aos cuidados com os olhos e com a postura corporal, durante o uso de computadores, leituras prolongadas ou tarefas repetitivas, nos diferentes ambientes, sejam de trabalho ou domésticos", recomenda o oftalmologista Eduardo de Lucca, que também integra o corpo clínico do IMO. Conheça algumas destas medidas preventivas:


- Durante a utilização do computador, a cabeça deve seguir o alinhamento da coluna vertebral, que deverá estar reta e encostada na cadeira, enquanto a planta dos pés deverá ficar apoiada no chão. "O material utilizado como apoio deve estar em local de fácil visualização, ao lado do monitor ou próximo a ele, evitando, assim, movimentos bruscos com os olhos", diz Eduardo de Lucca.


- "Após horas de trabalho, o piscar reflexo diminui, sem que a pessoa perceba. Durante o trabalho, coloque um lembrete, como, por exemplo, ‘piscar’ em algum cantinho do monitor. Assim você estará se policiando e piscando mais vezes, evitando o ‘olho seco’", recomenda o oftalmologista. Em atividades normais, os olhos piscam, em média, 22 vezes por minuto, enquanto que, quando estão em atividade de leitura, piscam de 12 a 15 vezes por minuto. Quando se está diante da tela do computador, essa freqüência pode abaixar até para cinco vezes por minuto.

- Uma pausa obrigatória. "Recomenda-se que, a cada 50 ou 60 minutos, o usuário de computador dê uma parada por cinco minutos. Este tempo deve ser empregado para esticar as pernas, fazer ligeiros alongamentos dos braços, do pescoço e do tronco. Dirija seu olhar para um local distante, através de uma janela, por exemplo. Assim a musculatura ocular também poderá trabalhar, evitando a fadiga dos olhos", informa ao oftalmologista do IMO. (Com MW Comunicação)


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade