26/02/21
PUBLICIDADE
Novembro roxo

Contato com o recém-nascido reduz o tempo de internação

Reprodução/Pixabay
Reprodução/Pixabay


O Ministério da Saúde celebra o Novembro Roxo: mês de prevenção da prematuridade. O objetivo é mobilizar a população em torno de uma questão que atinge 15 milhões de crianças no mundo, todo ano. Uma das estratégias adotadas no Brasil é o Método Canguru – um modelo de atenção ao recém-nascido pré-termo que comemora mais de 20 anos de política pública. No país, 340 mil bebês nascem prematuros todo ano, o que equivale a 931 por dia ou a 6 nascimentos pré-termo a cada 10 minutos.


O Método Canguru é o modelo de atenção neonatal que foi criada pelo pediatra Edgar Rey Sanabria em 1979 em Bogotá na Colômbia, para minimizar o impacto da prematuridade no desenvolvimento do recém-nascido. Também visa reduzir o tempo de internação e reinternação no primeiro ano de vida, diminuir as taxas de infecção, favorecer o vínculo parental e incentivar o aleitamento.

Este método é iniciado logo após a identificação da gestação de alto risco, seguindo para o nascimento, durante a internação neonatal com ações voltadas para o cuidado ao recém-nascido, seus pais e sua família. A posição canguru é uma das ações estratégicas neste cuidado, que deve ser realizado inclusive após a alta hospitalar. O Método Canguru articula o acompanhamento do recém-nascido de risco e o cuidado compartilhado deve ser realizado entre a Atenção Primária e Especializada.

VANTAGENS DO MÉTODO CANGURU

Um dos principais objetivos do Método Canguru é o acolhimento ao bebê e à sua família, respeitando as individualidades do recém-nascido e de seus pais, promovendo o contato pele a pele precoce e o envolvimento da mãe e do pai nos cuidados com o bebê.

Vantagens do Método Canguru:

Estimular o aleitamento materno;

Reduzir o tempo de separação entre a criança e sua família;

Melhorar o desenvolvimento do bebê;

Melhorar a comunicação da família com a equipe de saúde;

Desenvolver a confiança dos pais no manuseio do bebê mesmo após a alta hospitalar;

Aliviar o estresse e a dor do recém-nascido de baixo peso;

Diminuir as possibilidades de infecção hospitalar;

Reduzir o tempo de permanência no hospital;

Aumentar o vínculo pais-filho;

Evitar a perda de calor do bebê.

Além de todos os benefícios que o método apresenta, ainda tem a vantagem de ser uma tecnologia leve e de baixo custo para a unidade de saúde e salva vidas.

COMO É FEITO

No método canguru o bebê é colocado contra o peito dos pais, em posição vertical, em contato pele a pele apenas com a fralda. Isto ocorre de forma gradativa, ou seja, inicialmente o bebê é tocado, para depois ser colocado na posição canguru. Este contato do recém-nascido com os pais se inicia de forma precoce e crescente. O bebê permanece na posição canguru pelo tempo que ambos se sentirem confortáveis.

O método canguru é realizado de maneira orientada, e por escolha da família, de forma segura e acompanhado por uma equipe de saúde adequadamente treinada.

Por conta de todas as vantagens e benefícios que o método pode trazer ao bebê e à família, atualmente também é usado em recém-nascidos de peso normal, com o objetivo de aumentar o laço afetivo, reduzir o estresse e incentivar o aleitamento.

No SUS, as ações para a qualificação da assistência à criança iniciam e finalizam na Atenção Primária à Saúde: planejamento familiar; pré-natal; parto; nascimento e internação neonatal (incluindo o banco de leite) na Unidade Hospitalar de Referência e finalizando nas consultas de puericultura, continuidade do método Canguru e acompanhamento do recém-nascido das Unidades Neonatais.
Ministério da Saúde
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Entenda!

Brasil vive tragédia e presença de variantes não é desculpa, afirma OMS

26 FEV 2021 às 16h33
Boletim

Paraná registra mais 74 mortes e 4.550 casos de Covid-19; imunizados já são mais de 396 mil

26 FEV 2021 às 16h03
Saiba mais

Paraná ativa mais 258 leitos para atendimento da Covid-19

26 FEV 2021 às 15h44
Assista

Ratinho Jr. determina suspensão das atividades não essenciais em todo o Paraná

26 FEV 2021 às 12h05
Cuide-se!

Rolândia tem 97 óbitos por Covid-19 desde o início da pandemia

26 FEV 2021 às 09h41
Entenda

Ministério da Saúde assina contrato para compra de 20 milhões de doses da indiana Covaxin

26 FEV 2021 às 08h48
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados