Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Preocupante

Doença respiratória atinge crianças e lota hospitais na China

Nelson de Sá - Folhapress
23 nov 2023 às 11:29
- CDC/Pexels
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Fotos e vídeos de hospitais lotados de crianças e pais tomaram a rede social Weibo nos últimos dias, na China, com o avanço dos casos de doenças respiratórias.


Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade

Entre 13 e 19 de novembro, segundo comunicado do Centro Nacional de Influenza da China nesta quinta (23), os surtos de gripe influenza cresceram para 205, contra 127 na semana anterior. A cepa dominante é H3N2, um subtipo de influenza A, segundo o órgão.

Leia mais:

Imagem de destaque
Mais de 58 mil casos no PR

Brasil ultrapassa 650 mil casos de dengue; 94 mortes desde o início do ano

Imagem de destaque
Entenda

'Quadro psicótico', diz Vanessa Lopes ao falar sobre o que a fez sair do BBB

Imagem de destaque
Alerta

Idosos e crianças fazem parte dos grupos de risco para dengue grave

Imagem de destaque
Suspeita de dengue

Postos de saúde da zona sul de Londrina tiveram movimento intenso neste sábado


Em entrevista coletiva no último dia 13, Wang Dayan, diretor do centro, havia informado o aumento das doenças respiratórias, descrevendo ser o início da temporada de gripe no país, que normalmente vai até março e tem seu pico em janeiro.


A OMS (Organização Mundial de Saúde) soltou nota dizendo ter feito "um pedido oficial à China para obter informações detalhadas sobre o aumento de doenças respiratórias e relatos de surtos de pneumonia em crianças".


Acrescentou que as autoridades chinesas "atribuíram esse aumento à retirada das restrições da Covid-19 e à circulação de agentes patogênicos conhecidos, como gripe, mycoplasma pneumoniae (uma infecção bacteriana comum que normalmente afeta crianças mais novas), vírus sincicial respiratório (RSV) e SARS-CoV-2 (vírus que causa Covid-19)".


Imagem
Menos chances de descanso? Veja a lista completa dos feriados de 2024
Será que os brasileiros vão conseguir aproveitar feriados prolongados para garantir aquele descanso merecido em 2024? O novo ano ainda nem chegou, mas diferentemente do que ocorreu em 2023, o próximo ano terá poucos "feriadões".
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade