12/05/21
A 270 km de Londrina

Com cânion e corredeiras, Jaguariaíva é opção de aventura no feriadão

O feriadão está chegando e você está aí desanimado, sem saber para onde ir? Se você mora em Londrina e não dispensa um bom turismo de aventura, uma ótima opção é dar uma 'esticadinha' até Jaguariaíva, no Nordeste do Paraná. Ao lado de Sengés, também no Paraná, Itararé e Bom Sucesso do Itararé, já no estado de São Paulo, a cidade forma o deslumbrante Vale do Itararé.

Com o 8º maior cânion do mundo em extensão, Jaguariaíva cidade reserva aos turistas lindas paisagens, cachoeiras refrescantes e muito esporte radical. A cidade fica a 270 km de Londrina, ou seja, nem precisa rodar muito pra chegar lá (são cerca de três horas de viagem)!


O nome Jaguariaíva vem do Tupi-Guarani e significa algo como "Rio da Onça Brava".

Principais atrativos

O Cânion do Rio Jaguariaíva - É composto por paredes de arenito que podem chegar a 80 metros. Seu relevo acidentado proporciona condições favoráveis para a prática de esportes de aventura como canoagem e rafting, num percurso de aproximadamente 10 km, onde as corredeiras variam de classes II+ a III+, ideal para iniciantes e praticantes de nível intermediário.

Reprodução
Reprodução


Existem empresas que exploram o turismo de aventura em Jaguariaíva, oferecendo para o visitante variadas atividades, dentre elas o Rafting pelo Cânion do Rio Jaguariaíva. O turista pode contratar o passeio e a hospedagem no mesmo pacote.

Santuário Senhor Bom Jesus da Pedra Fria - Construído entre os anos de 1834 e 1864, sua arquitetura possui características luso-brasileira. A imagem do santo foi doada pela senhora Izabel Branco e Silva, que foi pessoalmente busca-la em Lisboa/Portugal. Reconstruída em 1890 passou por inúmeras reformas, sem prejuízo do seu estilo original. Encontra-se tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico do Paraná.

Casa da Cultura Doutor João Batista da Cruz - Construída em 1918, foi sede da Prefeitura Municipal e de outros órgãos públicos. Na parte superior do edifício até o ano de 1940 funcionou um salão de baile freqüentado pela elite de Jaguariaíva, e a Câmara de Vereadores. Foi tombada em 1992 pelo Patrimônio Histórico e Artístico do Paraná. Atualmente abriga o Departamento de Cultura. Localiza-se na Praça Doutor Domingos Cunha, 35.

Estação Ferroviária

Inaugurada em 1935, sua localização estratégica garantiu até a década de 1970, a integração através do seu importante tronco ferroviário a ligação com o Sul e o Sudeste do país e Norte do Paraná. Hoje é sede da Prefeitura Municipal. Foi tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico do Paraná em outubro de 2000. Fica na Praça Getúlio Vargas, 808.

Palacete Conde Francisco Matarazzo

Reprodução
Reprodução


Considerado um dos símbolos arquitetônicos, faz parte da memória histórica de Jaguariaíva. Era o local de descanso do Conde e sua família quando em visita à fábrica. Atualmente funciona no local o Departamento de Turismo. Fica na Rodovia PR-151, km 213.

Complexo Industrial Conde Francisco Matarazzo

O antigo frigorífico e a fábrica, por décadas contribuíram para o desenvolvimento, o progresso e a industrialização da cidade. Em 1999 passou por um processo de revitalização para receber novas indústrias, além de sediar alguns setores da administração pública.

Fazenda Cercado Grande - A fazenda se destina ao lazer contemplativo guardando atrativos como cachoeiras, corredeiras, formações areníticas como a Taça de Pedra de formação milenar constituída pelo arenito furnas onde mostra os efeitos da erosão causada pelos ventos e pelas chuvas. Pinturas rupestres comprovam a existência do homem primitivo na região de 3 a 5 mil anos. Abriga ainda espécies da flora e da fauna típicas do cerrado do sul do país. As visitas deverão ser previamente agendadas junto ao Departamento de Turismo ou ainda diretamente com o proprietário senhor José Luiz Fonseca Pereira pelo telefone (043) 3535-4375. Localiza-se na Ferrovia Ramal da Harmonia, km 2.

Parque Estadual do Cerrado

Criado em março de 1992 com o objetivo de conservar um dos últimos remanescentes de cerrado ainda existente no Estado possui uma área de 420,20 ha, destinados a preservar a flora: caviúna, o barbatimão e a fauna como o lobo guará, o tamanduá-bandeira e a gralha do cerrado.

Apresenta ao longo dos vales, afloramentos de rochas areníticas esculpidas pelos vento e pelas chuvas e densa floresta ciliar. Sua vegetação constitui-se de uma mistura de espécies botânicas encontradas no Brasil meridional, somadas a típicas do Planalto Central Brasileiro, onde predominam as áreas savânicas.

Um cenário de árvores retorcidas, em ambiente aparentemente árido e sem vida, é a primeira impressão que se tem ao entrar no cerrado. Mas na verdade estamos diante de uma vegetação de beleza cênica única, que além de flores exuberantes, proporciona uma imensa riqueza biológica e uma fauna rica e expressiva, fatores que garantem ser o cerrado, a savana de maior biodiversidade do mundo.

Seguir através de trilhas com extensão total de 2500 m é uma opção que dá a oportunidade de constatar a beleza deste cenário. Contemplar do mirante a vista magnífica do Cânion do Rio Jaguariaíva ou mesmo descer até as suas margens para ver as fortes corredeiras.

O Parque destina-se basicamente às atividades de ecoturismo, educação ambiental e pesquisa, oferecendo monitores, estacionamento, centro de visitantes, alojamento para pesquisadores, centro de pesquisa, casa do guarda-parque, posto avançado e torre de observação.

A visitação ao Parque é limitada. Para agendar visitas de grupos acima de 10 pessoas é preciso entrar em contato com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente pelo telefone (043) 3535-1188. Fica na PR-092 - Reta Grande Bairro Pesqueiro. O horário de visitação é de quinta-feira a domingo, das 9h às 16h.

Serra Velha/Santa do Paredão

Paredão de pedra com aproximadamente 100 m de altura localizado nas encostas da Escarpa Devoniana, onde foi esculpida pela erosão eólica e pluvial a imagem de Nossa Senhora Aparecida. Relatam os antigos moradores que o senhor Justino de Miranda contava que caçadores haviam localizado a imagem de uma Santa e quando voltaram para buscá-la a mesma havia mudado para o alto do paredão, possui atrativos como grutas, cavernas e fendas de grande profundidade, além de nascentes d’água. Anualmente se promove uma caminhada ao local onde é celebrada uma missa. Localiza-se a 22 km da sede do município, na estrada que liga com o Bairro Sertão de Cima.

Parque Estadual do Vale do Codó

Reprodução
Reprodução


Bacia hidrográfica, cravada no Vale do Sertão de Cima, com extensão de aproximadamente 9 km e um paredão de pedras que oscila entre 20 m e 60 m de altura, por ele corre o rio Jaguariaíva. O Vale é margeado por uma mata virgem e espessa, viveiro de várias espécies de animais.

Em 1943 as Indústrias Matarazzo aproveitando os acidentes geográficos do local construiu uma represa e usina para geração de energia para a fábrica. As visitas somente com autorização do Departamento de Turismo pelo telefone (043) 9979-9401. Localiza-se à margem direita da PR 151, a 5 km da sede do município.

Parque Linear do Rio Capivari

Reprodução
Reprodução


Projeto ambiental de recuperação do rio com extensa área verde no centro da cidade, sendo que uma das principais atrações é o Cachoeirão que pode ser observado do mirante. Conta com infra-estrutura de lazer como ciclovia, playground, bosque, lago artificial, quiosques e lanchonete. Localiza-se na Rua Levi Taques.

Parque Ambiental Dr. Ruy Cunha (Bosque do Tropeiro) - Antigo Pouso do Tropeiro, inaugurado em setembro de 2003. Considerado área de preservação ambiental do rio Jaguariaíva possui equipamentos de lazer como trilhas, local para pesca, cantinho do chimarrão, museu tropeiro, informações turísticas, sanitários e casa do guarda-parque. Fica na Rua Porto Velho, s/n - Bairro Pedrinha.

Parque Municipal Lago Azul

Criado em 1997, o Parque do Lago Azul fica a 3 km da cidade e possui uma área de 11.97 hectares. O rio Lajeado Grande corta o parque e forma três belíssimas quedas d’água e piscinas naturais de águas frias e cristalinas.

Reprodução
Reprodução


A primeira cachoeira é a do Lago Azul, com aproximadamente 20 metros de altura em forma de escadaria, terminando numa profunda piscina natural. O Lago Azul e sua cachoeira propiciam a prática de mergulho e rapel.

Antes da cachoeira do Lago Azul, o rio Lajeado Grande presenteia os visitantes com um espetáculo à parte: a cachoeira do Véu da Noiva, que tem mais de 40 metros de altura e é excelente para a prática de rapel. Acima da cachoeira encontra-se a Cachoeira das Andorinhas, com 12 metros de altura. Localiza-se à margem direita da Rodovia PR-151. A visitação é livre.


Redação Bonde
Continue lendo
Rota dos vinhos

Governador sanciona leis para fomento do turismo rural

1
02 OUT 2017 às 14h32
Concurso

Organização Mundial do Turismo irá premiar viajante para promover turismo sustentável

1
29 SET 2017 às 18h03
Roteiros turísticos

As sete maravilhas do mundo moderno e seus segredos; conheça!

29 SET 2017 às 17h24
Diversas opções

Chapada dos Veadeiros: conheça os lugares mais secretos dessa linda região goiana

28 SET 2017 às 16h18
Universo tecnológico

Seis startups que ajudam e incentivam o turismo; conheça!

1
27 SET 2017 às 08h20
Após ciclone

Arquipélago turístico de Flórida Keys voltará a receber turistas em outubro

26 SET 2017 às 17h51
Veja mais e a capa do canal
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados