Pesquisar

Canais

Serviços

O mundo mudou e precisa de você atento! Você está sendo produtivo na sua empresa ou trabalho no mundo pós-pandemia?

10 set 2021 às 13:53
Continua depois da publicidade



Continua depois da publicidade

Acompanhe o bate-papo com a Consultora de Empresas, Rossana Niero

Continua depois da publicidade


 Tantas facilidades na vida moderna, mas por outo lado tantas funções e responsabilidades acumuladas, não é mesmo?! E as mulheres estão no topo da lista no acúmulo de funções! Não é difícil encontrarmos publicações e discussões sobre os tantos papeis desempenhados pelas mulheres na atualidade! E, na maioria dos casos, a soma de tantas responsabilidades gera um resultado: a baixa extrema na produtividade em áreas fundamentais, como o bom andamento do trabalho e o relacionamento familiar!

Continua depois da publicidade


 E mais um fator inesperado se soma a tudo isso: a pandemia de Covid-19! Mas o que parece, é que estamos caminhando para uma calmaria com a maioria da população mundial sendo vacinada! E advinha o que volta à pauta nas empresas- sejam elas familiares, pequenas ou grandes- a produtividade!

Segundo as maiores empresas de Gestão e Recursos Humanos do Brasil, o mundo pós-pandemia exigirá: conscientização, eficiência e muita tecnologia!


 E para falarmos sobre tudo isso, conversamos com a Coaching e Consultora de Empresas Rossana Niero, que atua há mais de 10 anos no mercado de Treinamento Empresariais. Niero nos conta quais serão os principais aspectos de um mundo pós-pandemia para profissionais e empresários de diferentes nichos!


 1-A retomada da economia e das atividades profissionais no mundo todo no pós-pandemia - ainda enfrentamos uma situação de volta às atividades- as empresas e corporações estão apresentando mais “compreensão” ou mais “exigência” perante os funcionários?

 Rossana Niero: Com a volta do presencial precisaremos nos esforçar para criar uma nova rotina, e sempre que há mudanças de rotina gera estresse! O que tenho notado nas empresas é um tom compreensivo, principalmente, quando se têm funcionários que estão no grupo de risco. A forma que a empresa lidará com essa questão tem reflexo direto com a cultura organizacional. Conheço lugares em que se humanizou ainda mais a tratativa com os colabores, já em outros, se mantém uma linha mais rígida.


 2-Existem profissionais que afirmam que a produtividade caiu por conta da insegurança em relação à saúde ou até por trabalhar de casa. Os gestores mudaram as formas de cobrança ou de expectativa perante os resultados dos funcionários?

 Rossana Niero: A pandemia mudou a forma do funcionário e da maioria dos gestores de enxergarem o remoto, então o que antes era um sonho para alguns tornou-se um pesadelo. Não é tão fácil como parece trabalhar de casa, pois isso exige uma energia muito grande para organizar a rotina, de modo que, você não pare de trabalhar para atender um filho chorando, ou ver por que o cachorro está latindo. As pessoas perceberam que é muito fácil misturar tarefas pessoais com as profissionais. E os gestores, a maioria, perceberam que o que vale é o resultado, e não necessariamente horas trabalhadas.


 3- E o trabalho remoto pode fazer parte dos planos de carreira de alguns profissionais agora mais do que nunca?

 Rossana Niero: Pode e fará. Isso não vale para todas as funções, porque existem serviços que a presença é indispensável. Mas nas áreas que a tecnologia permite a execução do trabalho a distância, o remoto pode vir a ser um modelo de trabalho fixo. As pessoas que perceberam que é possível fazer um bom trabalho de casa, desde que haja ambiente propício. A experiência de trabalhar remotamente e ter a liberdade de levar o trabalho para onde estiver, foi positiva.


 4-Mas e com tudo isso acontecendo, trabalho remoto, volta ao trabalho presencial, baixa nas vendas e/ou contratações, existe caminho para abrir uma vertente de conversa com seu gestor para uma promoção?

 Rossana Niero: Existem empresas que já possuem política de aumento que prevê aumento ou bonificação de performance quando há avaliação de rendimento. Também existe o aumento de categoria regulamento por lei. Entretanto, se você tem um rendimento acima do normal, é possível aproveitar a oportunidade. Há empresas de porte menor que não possuem plano de cargo e salário, neste caso, o melhor caminho é analisar o momento em que a empresa está enfrentando (houve demissões? Novas contratações? A empresa conseguiu clientes novos?), analise seu desempenho (você recebeu algum feedback positivo recentemente? Tem entregado bons resultados?). Análise os salários do mercado, ligue em agências de emprego e faça uma pesquisa de quanto as empresas ofertam por um funcionário que tem a mesma experiência e tempo de empresa, como você. Ao sentar-se para conversar sobre aumento de salário é importante que tenha um valor em mente, e que defenda isso baseando-se no porque merece e não na sua necessidade!

 Se possível, faça uma lista com todas as funções que tinha ao entrar na empresa, e outra lista com todas as novas responsabilidades que passou a ter. Leve essa lista na hora que for pedir o aumento e a apresente! Pois, apesar da pandemia ter atingido a todos, podemos ver exemplo de empresas que já estavam adaptadas as vendas online, e que dobraram o faturamento! Se mesmo mediante a pandemia, o funcionário acredita que merece um aumento de salário ou promoção, é aceitável, sim, essa conversa e que consiga uma resposta positiva!


 5-E em caso de mudança de carreira. É possível analisar de forma otimista o contexto social? É possível arriscar agora em mudança de área ou empreender?

 Rossana Niero: Sempre que falamos em mudança de carreira precisamos entender o MOTIVO pelo qual queremos mudar. A insatisfação profissional normalmente está relacionada com as pessoas estarem trabalhando com funções que não tem relação com suas habilidades. A questão salarial também é uma reclamação muito frequente dentro das insatisfações.

Algo que aprendi com o tempo é que se o profissional não sabe como gerar valor dentro do lugar que está, dificilmente conseguirá isso em outros lugares se novamente não se identificar com a empresa. Produtividade está diretamente ligada à conscientização e identificação de funções! Porque a dinâmica de gerar valor buscando agregar mais por meio de conhecimento, de capacitação e de entregar resultados é a mesma na maioria das profissões.

 Quando se fala em mudar de carreira saindo da CLT e empreender é ainda mais discutível, cerca de 60% das empresas fecham no primeiro ano e 80% das empresas fecham no segundo ano de funcionamento, e sabe por quê? Esses números são tão altos porque as pessoas não entendem que precisam ter boas habilidades de um bom funcionário: procurar ser o mais organizado possível, ter consciência de sua função – que sabe gerar valor para empresa- para depois querer ser um bom empreendedor!Acredito em mudanças gradativas, na qual a pessoa se prepara para migrar para outra área. De qual forma? Buscando conhecimento, contatos e planejando essa mudança de forma que esteja alinhada com seu projeto de vida!


 DICAS PARA AUMENTAR A SUA PRODTUVIDADE- SEJA VOCÊ GESTOR, FUNCIONÁRIO OU PROFISSIONAL LIBERAL:


 1- A pandemia mudou o mundo. Nada será como antes. Precisamos reavaliar as necessidades e as expectativas dos nossos clientes em tempos doferentes;

 2- Processos :avalie os seus processos frentes às novas demandas, focando inicialmente os processos de venda e os processos principais do negócio, isto é, aqueles que produzem os produtos e serviços que atendem às necessidades dos clientes.

 3- Avalie a comunicação interna (entre equipe) e externa ( entre prestador de serviço e clientes);

 4- Busque por aplicativos ou ferramentas que ajudem na organização na entrega de demandas;

 5- Profissionalize sua comunicação nas mídias digitais, suas redes sociais são sua vitrine;

 6- Se possível, consulte um profissional que capacite seus funcionários e colaboradores. As pessoas gostam de se sentirem valorizadas e consideradas.


 Saber mais sobre a produtividade em tempos volúveis rende uma BELA MANCHETE, não é mesmo?!

 Gostou da matéria? Dê sua opinião ou envie uma sugestão de pauta para @emilymullerg ou [email protected]

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade