21/01/21
PUBLICIDADE
Lucio Flávio
Lucio Flávio
19/07/2020 - 19:15
Imprimir Comunicar erro mais opções
O Londrina fez o que podia e até mais do que se esperava. Diante de um adversário muito superior em todos os aspectos e do pouco tempo de preparação o Tubarão não decepcionou e teve até a chance de ganhar o jogo no segundo tempo.

O 1 a 1 foi justo. Athletico muito melhor no primeiro tempo e poderia ter matado a partida. LEC superior no segundo e ainda acertou a trave e desperdiçou um pênalti, defendido pelo goleiro Santos.

No primeiro tempo o LEC só se defendeu e não chegou sequer uma vez ao gol de Santos. Só não foi a nocaute graças a falta de pontaria dos atleticanos e do goleiro Matheus Albino, que fez pelo menos duas grandes defesas, sendo uma um milagre.

A pressão e a superioridade rubro-negra continuou e virou vantagem logo aos dois minutos da etapa complementar. O garoto Felipe Camillo foi o jogador do Londrina que mais sofreu no jogo porque teve que marcar o ótimo Nikão, o melhor rubro-negro em campo.

Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube
Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube - Londrina voltou a campo em Cornélio Procópio depois de 125 dias sem jogos
Londrina voltou a campo em Cornélio Procópio depois de 125 dias sem jogos


No lance do gol, se complicou todo na saída de bola e entregou para Léo Cittadini, que bateu com categoria no canto baixo direito de Albino. Saiu minutos depois, cansado. Pastor entrou bem no seu lugar e deu novo ânimo ao Tubarão.

Ao mesmo tempo que o Athletico se acomodou com a vantagem no placar, o Londrina passou a acreditar. Aos 17, Pastor fez a jogada e Ruster Santos acertou a trave atleticana.

Aos 25, Pastor cruzou para a área e Uelber foi seguro por Bruno Leite. Pênalti bem marcado e mal cobrado por Júnior Pirambu. Santos defendeu no canto direito e ainda salvou no rebate ao pegar o chute de Uelber.

O Londrina não desanimou e acreditou até o fim. Novamente em jogada de Pastor, a bola foi alçada na área, Pirambu e Igor Paixão se complicaram no lance, mas a bola pegou nas costas do lateral Erick e voltou para o centroavante, que mesmo sem ângulo, conseguiu bater por cima do goleiro Santos.

Pirambu de vilão a herói garantiu um empate importante para o Londrina, que deixa o time vivo para o segundo jogo em Curitiba. Foi melhor do que o esperado e depois de quatro meses sem futebol, o Londrina não decepcionou.
COMENTE ESTE POST

 Caracteres restantes : 2000
Lucio Flávio
 
Formado em Comunicação Social/Jornalismo. Repórter da Rádio Paiquerê AM desde 1997 e da Folha de Londrina desde 2012. Participa de coberturas esportivas nacionais e internacionais



Sites Sugeridos
 
ARQUIVO
Mês
Ano
AVISO: Opiniões e informações contidas nos blogs hospedados nesta plataforma são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem os valores do Portal Bonde.
PUBLICIDADE
 
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados