Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Bem-estar

Em Maringá, Ministério Público recomenda que profissionais de saúde notifiquem casos de violência contra idosos

Redação Bonde com MP-PR
01 dez 2023 às 11:10
- Reprodução/Canva
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Em Maringá, no Noroeste do Estado, o MPPR (Ministério Público do Paraná) emitiu nesta semana duas recomendações administrativas que têm o objetivo de garantir os direitos e o bem-estar de pessoas idosas.


A primeira delas recomenda que sejam obrigatoriamente notificados às autoridades os casos de violência contra pessoa idosa ou com deficiência. 

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Os destinatários do documento são as secretarias municipais de Saúde e de Assistência Social e as seções paranaenses dos conselhos profissionais de Medicina, Enfermagem, Psicologia, Serviço Social e Fisioterapia.

Leia mais:

Imagem de destaque
Em breve

Após chuva no Rio Grande do Sul, Brasil se prepara para seca na Amazônia

Imagem de destaque
Mountain bike

De Londrina para Maringá: 1,5 mil ciclistas participam da 6ª Rota das Catedrais neste sábado

Imagem de destaque
Doações

Defesa Civil de Londrina prorroga até dia 28 arrecadação para a campanha SOS RS

Imagem de destaque

PRF recupera no PR veículo 'clone' de filha de ex-presidente do Paraguai


O intuito da recomendação é promover o treinamento e a qualificação dos profissionais que atuam nos serviços de saúde e assistenciais, para que eles sejam capazes de constatar casos de suspeita ou confirmação de violência contra pessoa idosa ou com deficiência e dar os prosseguimentos adequados, com a comunicação aos órgãos competentes para a apuração. 

Publicidade


Deverá também ser elaborado “um protocolo ou fluxograma detalhado, claro e objetivo contendo todo o processo de encaminhamento dos casos de notificação compulsória”, para conhecimento de todos os profissionais envolvidos.


Imagem
Idosa de 63 anos é encontrada morta com tiro no tórax dentro de casa na Zona Norte
Uma idosa de 63 anos foi encontrada morta com tiro no tórax dentro de sua casa no Jardim dos Alpes, na Zona Norte de Londrina.


CALOR INTENSO

Publicidade


A segunda recomendação é destinada aos dirigentes das Instituições de Longa Permanência para Idosos do município e busca garantir o bem-estar das pessoas nelas abrigadas em relação aos períodos de calor intenso que a região tem sofrido. 


O MPPR solicita que as instituições apresentem em 30 dias um protocolo de prevenção e atendimento a casos de hipertermia em pessoas idosas que contemple diretrizes médicas a respeito.


Entre as providências recomendadas, estão: incentivo ao consumo de líquidos para a devida hidratação (salvo em casos com indicação médica em contrário), com fornecimento de bebidas (água e sucos) geladas, cuidados com as vestimentas adequadas para as altas temperaturas, uso de filtro solar, aquisição de mecanismo de ventilação ou refrigeração.


As medidas seguem diretrizes da SBGG (Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia), que tem publicação alertando sobre a necessidade de se redobrarem os cuidados dispensados às pessoas idosas nos cenários de altas temperaturas, a fim de manter a saúde do organismo e a qualidade de vida.


Imagem
Causa animal rende bate-boca e troca de acusações entre vereadores de Londrina
Durante a sessão desta quinta-feira (30), os vereadores Daniele Ziober (PP) e Deivid Wisley (Republicanos), que têm a causa animal como bandeira, tiveram uma discussão na CML (Câmara Municipal de Londrina).
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade