Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Antiga Casa da Criança

Apesar de Museu de Artes estar fechado, secretaria inaugura exposições com obras de acervo em Londrina

Eduarda Ventura e Josiel Aparecido - Estagiários* do Portal Bonde
05 abr 2024 às 19:37
- Eduarda Ventura - Estagiária* do Portal Bonde
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A Secretaria da Cultura, inaugurou, nesta quinta-feira (4), duas exposições com obras do acervo do Museu de Artes de Londrina. O prédio do Museu está fechado desde 2019 para o público, com isso a antiga Casa da Criança se tornou um lar temporário para as obras.


As exposições estão abertas para receber visitantes de maneira gratuita de segunda a sexta, das 8h às 17h, na rua Maestro Egídio Camargo do Amaral, 110. A ação tem o objetivo de expor o acervo para a população londrinense, que pode visitar as obras sem necessidade de agendamento. 

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Alguns universos em interação

Leia mais:

Imagem de destaque
Jardim Shangri-Lá

Homem tenta roubar comerciante, apanha de morador de rua e acaba preso em Londrina

Imagem de destaque
Confira a programação

Museu Educativo faz ação voltada a crianças nesta sexta em Londrina

Imagem de destaque
Perdeu o controle da direção

Caminhão tomba e motorista de 48 anos fica ferido em Londrina

Imagem de destaque
Neste sábado (18)

Concha Acústica recebe ato público contra o abuso sexual de crianças e adolescentes


As exposições “Alguns universos em interação”, que permanecerá até o dia 4 de junho, e “Esculturas Museu de Arte na Casa da Criança”, por tempo indeterminado, fazem parte das ações do Projeto Museu de Arte de Londrina em Diálogos: Artistas, Acervo e Memórias.

Publicidade


Essa exposição reúne gravuras, serigrafias, desenhos em nanquim e pinturas em óleo sobre telas de sete diferentes artistas. 


Partindo da junção de três fluxos migratórios – Nordeste e Sul, Capital e Interior, e a migração japonesa à Londrina no pós 2° Guerra Mundial –  as obras têm como objetivo mostrar as origens migratórias de alguns artistas do acervo do MAL (Museu de Arte de Londrina). 

Publicidade


Juntando-se a isso, a exposição ainda está exibindo obras de artistas mulheres, como Carmem Flora, Marysia Portinari e Yoshiya Nakagawara, pela primeira vez desde que saíram do MAL para a sede da Secretaria da Cultura. 


Obras das exposições na Casa de Cultura da Criança/Foto: Josiel Aparecido

Publicidade


Os trabalhos continuaram mesmo durante a pandemia do coronavírus


De acordo com a diretora de Ação Cultural, da Secretaria Municipal de Cultura, Maria Luisa Fontenelle, os trabalhos durante a pandemia de Covid-19 não parou e a equipe continuou com exposições, palestras, programações nacionais de museus, encontros entre outros trabalhos, mas todos de forma virtual, e em 2021 foram retomadas as exposições. 

Publicidade


''Retomamos as exposições em novembro de 2021, a gente sempre buscou apresentar os artistas. A gente faz a seleção das obras, sempre a partir de uma temática, até essas exposições, sempre com um artista local e um artista de fora. No outro momento fizemos exposições com obras com mulheres. Estamos trabalhando com exposições que duram de dois a três meses no máximo, com pretensão de trazer as obras, falar das exposições, mostrar o texto e biografia do artista'', explica.


Esculturas Museu de Arte na Casa da Criança

Publicidade


Nesta exposição, um conjunto de sete esculturas de diversos artistas foram espalhadas pela sede da Secretaria da Cultura. 


Os artistas contemplados na exposição são: Caciporé de Sá Torres, Sérvulo Esmeraldo, Cleber Machado Neto, Marly Faro, Glauco Menta, Francisco Alexandre Stockinger, Antônio Carlos Machado, Marcelo Cipis e Hildebrando Lima.

Publicidade


Como visitar as exposições?


Para visitar as duas exposições, escolas e grupos podem agendar visitas guiadas através dos números (43) 3371-6606 ou (43) 3371-6607. 


A diretora da ação cultural convida as escolas a entrarem em contato para levarem as crianças, adolescentes e demais grupos para participar das visitas na sede da antiga casa da criança. ''Os interessados devem entrar em contato conosco para visitas em grupos, visitas guiadas para as exposições, e para conhecer um pouco da história da edificação, que traz características parecidas com as do Museu de Artes, como rampas de acessos, muito vidro para deixar a luz natural entrar, cores e corredores de ventos para ventilação'', diz.


Museu de Artes de Londrina está fechado desde 2019


O Museu de Artes, que abrigou a quarta rodoviária de Londrina, teve o prédio tombado em 2021 como Patrimônio Cultural do Brasil, já abrigou eventos culturais, exposições de artes, apresentações entre outras atividades. 


Uma obra  moderna com estilo modernista, projetada pelos arquitetos Vilanova Artigas e Carlos Cascaldi, o espaço está fechado desde 2019, e em 2020 foram feitas obras de recuperação, mas mesmo assim não foi possível reabrir para o público, pois ainda falta instalação de sistema hidráulico, elétrico, pintura entre outros reparos.


Presidente do Comtur (Conselho Municipal de Turismo) e professor da Unifil, Leandro Magalhães ressalta a importância do prédio do Museu ter sido tombado pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), e explica que esse tombamento deve ser lembrado e comemorado, mas relembra também sobre a importância que foi o prédio para Londrina.


''Antes de ser tombado, o Museu foi uma rodoviária importante para a cidade, é um elemento de identidade com a comunidade, as pessoas tiveram experiências e memórias afetivas em relação ao prédio. Eu lembro como era a rodoviária, como era a estrutura, o pessoal tomava café, refrigerante, tinha banca de jornal, havia venda de passagens no local, é uma memória que deve ser sempre lembrada e resgatada. A sociedade sempre deve estar cobrando, tendo em vista a importância dessa obra para a cidade de Londrina'', apresenta.


Leandro comenta também sobre o que esse bem cultural representou, representa e representará para a cidade. ''Entendo que quando a gente fala nesses bens culturais, temos que pensar na sua origem, naquilo que ele foi, naquilo que ele representou para a cidade e o que ele representa atualmente, tem que ter sempre esse olhar, passado e presente para pensar como que vou pensar nesses bens culturais para o futuro'', valoriza.


Em relação a retomada de atividades no prédio da antiga rodoviária de Londrina, segundo Maria Luisa, a expectativa é que até o final do ano que vem seja reaberto ao público o espaço. ''Estão sendo feitos a busca pelos recursos, os projetos já foram apresentados, a orçamentação já foi feita pela secretaria de obras, eu acredito que até o final do ano que vem já reabre o Museu de Artes'', finaliza.


De acordo com informações da Diretoria de Patrimônio Artístico Histórico-Cultural de Londrina existem tratativas para a viabilização de recursos para a retomada da obra e entrega do espaço para a cidade.


Com informações do Núcleo de Comunicação da Prefeitura de Londrina


*sob supervisão de Fernanda Circhia


LEIA TAMBÉM:

Imagem
Museu de Zoologia da UEL abre para visitação neste sábado
Neste sábado (6), o MZUEL (Museu de Zoologia da UEL), estará aberto das 9h às 11h, para visitação da comunidade externa.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade