Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Investimento de R$ 630 mil

Cultura de Londrina abre edital para a seleção de Vilas Culturais

Redação Bonde com N.com
16 abr 2024 às 14:15
- Eduarda Ventura - Estagiária* do Portal Bonde
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A SMC (Secretaria Municipal de Cultura) abriu inscrições para a seleção de projetos para o programa de Vilas Culturais - Londrina 90 anos. O Edital foi publicado no Jornal Oficial do Município, e contemplará propostas a serem beneficiadas por meio do Promic (Programa Municipal de Incentivo à Cultura).


As inscrições deverão ser feitas exclusivamente on-line, mediante cadastro da proposta na plataforma Londrina Cultura, até as 18h do dia 8 de maio. Todos os documentos exigidos para a inscrição dos projetos podem ser encontrados no Anexo I do edital. 

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Os demais formulários e anexos podem ser consultados por meio da página da Secretaria Municipal de Cultura. A data de divulgação da lista com os projetos selecionados ainda será comunicada.

Leia mais:

Imagem de destaque
Quarta-feira

Julgamento em Londrina que pode cassar Mara Boca Aberta será dia 29

Imagem de destaque
Zona Sul

Homem morre e outros três ficam feridos em queda de estrutura de barracão em Londrina

Imagem de destaque
Duas vagas

UEL abre nesta sexta inscrições para concurso público de agente universitário

Imagem de destaque
Zona norte

Obra na rua Tanganica, em Londrina, interfere no trânsito e na rotina de moradores


As vilas culturais aprovadas deverão executar ações que contribuam para o desenvolvimento do município de Londrina, como centro produtor e fomentador de cultura, além de atuar como ponto de encontro e promover uma programação voltada ao lazer e à universalização da cultura aos cidadãos. 

Publicidade


Também deverão contribuir para a articulação de artistas ou grupos de produção cultural, em linguagens específicas ou integradas.


Através do Edital o Promic investirá, por meio do FEIPC (Fundo Especial de Incentivo a Projetos Culturais), um montante total de R$ 630.000,00, sendo R$ 315 mil para cada ano do contrato. Cada Vila Cultural deverá apresentar um plano de trabalho para 24 meses, recebendo o valor total de até R$ 180.000,00, divididos em R$ 90.000,00 para cada ano do projeto. 

Publicidade


Ao final de cada bimestre, deverá ser feita a prestação de contas parcial dos recursos utilizados. Ao término do projeto, ainda deverá ser apresentada a prestação de contas final.


Imagem
Multinacional indiana TCS anuncia expansão de centro de entregas em Londrina
A multinacional indiana TCS (Tata Consultancy Services) irá expandir suas operações no Brasil com a ampliação do centro de entregas instalado em Londrina. A empresa de prestação de serviços em tecnologia anunciou a abertura de 1,6 mil vagas de emprego


Segundo a diretora de Incentivo à Cultura da SMC, Sonia Dias, a verba destinada às Vilas Culturais aumentou em relação ao edital anterior. “Até o ano passado havia um valor de R$ 75 mil reais para cada vila por ano, sendo R$ 150 mil para os 24 meses do projeto”, falou.

Publicidade


Atualmente, o Programa de Vilas Culturais contempla um total de nove vilas. Duas vilas culturais foram selecionadas no edital passado - Alma Brasil e a Casa da Vila - e outras sete serão escolhidas neste edital de 2024. A linguagem cultural proposta pelo edital é livre e poderá ser desenvolvida de acordo com os interesses expressos pelas vilas culturais.


Todos os projetos serão analisados pela CAPPE (Comissão de Análise de Programas e Projetos Estratégicos). Alguns dos critérios a serem considerados incluem a clareza e coerência dos objetivos das vilas, criatividade, importância para a cidade, descentralização cultural e retorno de interesse público, dentre outros aspectos.

Publicidade


A pontuação máxima a ser atingida por cada vila é de 100 pontos, sendo desclassificados aqueles que não obtiverem a pontuação mínima de 50 pontos ou que não se enquadrem nas linhas ou objetivos do edital.


Após a publicação do edital com a lista de iniciativas selecionadas, os proponentes terão até cinco dias para apresentarem recurso quanto à pontuação e quanto à classificação feita pela CAPPE. 


De acordo com a diretora de Incentivo à Cultura, a viabilização de editais como esse para a cena cultural de Londrina é fundamental, pois garante a distribuição da cultura em âmbito local. 


“Essa descentralização e a distribuição de vilas culturais pela cidade é importante, para que a ação cultural da cidade possa ser fruída pela população de uma forma mais acessível. Isso também propicia um espaço para a produção cultural dos artistas locais”, concluiu Dias.


Imagem
Ainda sem acordo, contrato entre a CMTU e sete cooperativas vence nesta quarta em Londrina
As sete cooperativas de coleta seletiva de Londrina e a CMTU (Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização) ainda não entraram em um acordo sobre a atualização dos valores de repasse para renovação de contrato
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade