Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Construção da trincheira

Empreiteira curitibana culpa 'falta de mão de obra' por lentidão em obra na Leste Oeste, em Londrina

Pedro Marconi - Grupo Folha de Londrina
15 fev 2023 às 15:27
- Pedro Marconi - Grupo Folha
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A TCE Engenharia, de Curitiba, justificou o ritmo lento na construção da trincheira no cruzamento da avenida Leste-Oeste com a Rio Branco, na área central de Londrina, pela dificuldade em contratar mão de obra. Na semana passada, a empresa foi notificada pelo município, que listou uma série de problemas que estão atrasando a evolução da obra. Na avaliação do poder público municipal, no atual ritmo a estrutura só ficará pronta daqui 18 meses, período bem maior que o aditivo de seis meses, que vence em julho.



De acordo com a construtora, no documento enviado à secretaria municipal de Obras e Pavimentação e que a reportagem teve acesso, “houve aumento no quadro de funcionários no mês de janeiro e fevereiro”, porém, “ainda está contratando mais colaboradores para a intensificação das novas frentes de serviço”. “Estamos em contato com diversas empresas de recrutamento para a seleção de funcionários”, garantiu.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


No ofício da semana passada, o município alertou que a interdição da Rio Branco, entre a Leste-Oeste e a avenida Pandiá Calógeras, foi iniciada em setembro de 2022 e ainda está longe do término. A empreiteira rebateu que os serviços da rede de drenagem e retirada das arvores de grande porte já foram concluídos e que a reconstrução do pavimento está em execução, no entanto, ponderou que “a programação foi afetado pela ocorrência de chuvas dos últimos meses.”

Leia mais:

Imagem de destaque
Conscientização

Polícia Militar apreende quatro carros e uma moto em blitz em Londrina

Imagem de destaque
Integrante de quadrilha

Jovem de 19 anos é presa por furtar materiais de construção em loja de Londrina

Imagem de destaque
Ano bissexto

Londrina teve 123 nascidos em 29 de fevereiro desde o ano 2000

Imagem de destaque
Refeição completa

Confira o cardápio do Restaurante Popular de Londrina para esta quinta-feira


INCONSISTÊNCIAS

Publicidade


A empresa também reclama que houve inconsistência nos projetos das galerias pluviais e na rede de esgoto, com os arquivos não sendo condizentes com as redes existentes. “Os serviços foram paralisados a pedido da prefeitura municipal até a devida compatibilização dos projetos e regularização pela concessionária Sanepar. Por esses motivos, os serviços encontram-se interrompidos até uma manifestação e decisão da prefeitura”, alegou.


VIGAS


A prefeitura tinha cobrado sobre o trabalho de vigas longarinas, que teriam 21 unidades até o começo de novembro de 42 previstas no projeto. A TCE afirmou que “as longarinas se encontram com 23 peças concretadas e mais nove armadas, faltando apenas a sua concretagem”. Disse ainda que está fabricando “mais um jogo para a antecipação da execução, inclusive, priorizado a execução da concretagem dos berços e armaduras das vigas para a finalização das 42 longarinas previstas.”


CONTINUE LENDO NA FOLHA DE LONDRINA

Imagem
Empresa alega falta de mão de obra para atrasos na obra da trincheira
Argumento não convenceu a Prefeitura de Londrina, que cobrou mais explicações e advertiu sobre a possibilidade de processo administrativo
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade