Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
IPTU em Londrina

Prefeitura vence ações que pediam nulidade da revisão da Planta de Valores

- Vivian Honorato/N.com
Redação Bonde com N.Com
21 jul 2020 às 10:25
Publicidade
Publicidade

O TJPR (Tribunal de Justiça do Estado do Paraná) julgou nesta segunda-feira (20) três ações diretas de inconstitucionalidade contra a revisão da PGV (Planta Genérica de Valores) de Londrina, o que causou, no começo de 2018, aumento do IPTU em diversas zonas da cidade.

O tribunal ficou ao lado da prefeitura, entendendo que não houve irregularidades na nova PGV. A decisão foi unânime, por 25 votos a zero.

Publicidade
Publicidade


Foram autores dessas três ações a Ordem dos Advogados do Brasil e os deputados estaduais Tercílio Turini e Cobra Repórter.

Leia mais:

Imagem de destaque
Na Praça dos Pioneiros

Edição especial de Natal da Feira da Palhano tem chegada do Papai Noel neste sábado

Imagem de destaque
Segundo levantamento

Iluminação pública é um dos aspectos mais positivos para os londrinenses

Imagem de destaque
Quatro décadas de trajetória

Titãs chegam a Londrina com seu megashow nesta sexta-feira

Imagem de destaque
Pesquisas e estudos

Parceria entre UEL e Tribunal de Justiça vai permitir acesso a processos sobre feminicídios


Em entrevista coletiva concedida nesta segunda, o procurador-geral do município, João Luiz Esteves, explicou a decisão do tribunal. Ele afirmou que em relação ao procedimento da Câmara para aprovar a nova PGV, "a tramitação foi feita conforme o Regimento Interno da Câmara, Lei Orgânica do Município e da Constituição, portanto nada houve de irregular na votação da Câmara Municipal”.

Publicidade


Relembre o caso: Projeto popular para revogar aumento do IPTU é analisado pela Comissão de Justiça nesta segunda


Outro argumento apresentado pelos autores das ações é de que o município não teria dado a publicidade necessária à PGV. O tribunal, contudo, não concordou. "A publicidade foi dada de forma correta, aliás a decisão do próprio TJ-PR coloca que seria impossível um mapa detalhado de uma cidade como Londrina. E esse era o grande erro da argumentação contrária”, esclareceu o procurador-geral.


Além das ações que foram julgadas nesta segunda, há outras 89 sobre a PGV de Londrina. Dessas, 76 já foram julgadas a favor da Prefeitura, sendo que 37 já transitaram em julgado - quando não há mais nenhuma possibilidade de recurso.

Entenda também: Veja quais são os critérios para obter isenção parcial ou total do IPTU em Londrina


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade