Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Muitos cargos

Judiciário condena Câmara de Ortigueira a exonerar servidores comissionados para regularizar quadro de pessoal

Redação Bonde com MP-PR
10 nov 2023 às 09:20
- Divulgação/Prefeitura Municipal de Ortigueira
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A Câmara Municipal de Ortigueira, nos Campos Gerais, foi condenada pelo Judiciário a adotar diversas providências para regularizar seu quadro de servidores. O objetivo é daquear força de trabalho ao que está previsto na legislação. 


A sentença, expedida pela Vara da Fazenda Pública de Ortigueira, atende pedido do MP-PR (Ministério Público do Paraná), que ajuizou ação civil pública contra o Legislativo após constatar elevada quantidade de cargos comissionados, em desproporcionalidade com os cargos efetivos.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Ao propor a medida judicial, ainda em 2021, a Promotoria de Justiça de Ortigueira argumentou que a Câmara Municipal era composta por 11 vereadores e 44 servidores, todos ocupantes de cargos em comissão, de diferentes funções, entre elas, três assessores para cada agente político, uma “proporção injustificável […] em Município de pequeno porte como o de Ortigueira”. 

Leia mais:

Imagem de destaque
106 cursos no Paraná

Inscrições para o vestibular de inverno da UTFPR estão abertas até 9 de abril

Imagem de destaque
Investimentos de R$ 30 bilhões

Concessionárias assumem 1,1 mil quilômetros de rodovias do Paraná nesta quarta-feira

Imagem de destaque
Direitos do consumidor

Procon emite recomendação para combater altas de preços dos repelentes contra mosquitos

Imagem de destaque
PR-090

Ponte entre Porecatu e Alvorada do Sul será interditada para obras na próxima segunda-feira (26)


Além disso, o Ministério Público apontou haver servidores classificados em concurso público para provimento efetivo que jamais foram nomeados.

Publicidade


Imagem
Impactos ambientais do Contorno Leste preocupam Conselho do Meio Ambiente
Em ofício enviado às três esferas de governo, o Consemma (Conselho Municipal do Meio Ambiente) manifestou “preocupações a respeito dos impactos socioambientais” envolvendo o Contorno Leste.


AJUSTES


A principal providência determinada na decisão judicial foi a exoneração, no prazo de 30 dias, de 11 assessores parlamentares, limitando-se um cargo de assessoramento por vereador. 

Publicidade


Além disso, a Câmara deverá comprovar, no mesmo prazo, que o atual espaço físico da Casa comporta o número de servidores existentes, devendo ser exonerados servidores comissionados que excedam a capacidade das instalações. 


Em 90 dias, o Legislativo deverá promover os atos necessários para a investidura de servidores efetivos, conforme orientação do Tribunal de Contas do Estado do Paraná, e deixar de efetuar novas nomeações de comissionados assim que ultrapassar o limite estabelecido pela legislação.


Em caso de descumprimento da decisão judicial, haverá a incidência de multa diária no valor de R$ 500.


Imagem
Justiça anula condenações do caso Evandro mais de 30 anos depois
A 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná decidiu anular nesta quinta-feira (9) as quatro condenações ligadas ao desaparecimento do menino Evandro Ramos Caetano
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade