Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Frio intenso

Após neve, Paraná tem alerta de geada nesta terça-feira

Redação Bonde com AEN
23 jul 2013 às 11:58
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Após o registro de neve em vários municípios paranaenses, o Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) e o Instituto Simepar informaram que há previsão de geada na madrugada desta terça-feira (23) para quarta-feira (24), em toda a zona cafeeira do Estado. A recomendação aos produtores é fazer imediatamente o "chegamento" de terra no tronco dos cafeeiros com idade entre seis e 24 meses. Essa proteção deve ser mantida até meados de setembro e, depois, retirada com as mãos.

Em lavouras recém-implantadas – até seis meses de campo –, deve-se enterrar as mudas com uma camada de terra e mantê-las assim até cessar o risco de geada.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Viveiros devem ser protegidos com cobertura (vegetal ou plástico) ou com uso de aquecimento. Mais informações sobre o "Alerta Geada" e técnicas de proteção de cafeeiros podem ser obtidas em www.iapar.br ou pelo telefone (43) 3391-4500.

Leia mais:

Imagem de destaque
Turismo é destaque

Paraná tem 2º maior crescimento do País em 12 meses, aponta IBGE

Imagem de destaque
Por conta do mau tempo

Em Ibiporã, evento de astronomia que aconteceria neste sábado é adiado para agosto

Imagem de destaque
Mais de 33 mil novas

Mais de seis mil empresas foram abertas no Paraná sem necessidade de alvará só em 2024

Imagem de destaque
No HV da Unifil

Transfusão sanguínea inédita e cirurgias salvam lobo-guará resgatado em Jacarezinho


A queda de temperatura registrada em todo o Estado e as previsões para os próximos dias exigem que os clientes da Sanepar cuidem do hidrômetro. O frio intenso e a geada podem congelar a água que está dentro dos tubos próximos ao medidor, também conhecido por ‘relógio’. Congelada, a água expande dentro da tubulação e pode provocar ruptura nos tubos ou do relógio.

Publicidade


O rompimento da tubulação ou do hidrômetro traz transtornos para a Sanepar e para os clientes que ficarão desabastecidos até a troca do equipamento.


Para evitar o desconforto de possível falta de água, a Sanepar orienta que os clientes protejam os hidrômetros. Basta cobrir com uma caixa de papelão, pedaço de plástico, lona, ou com outro tipo de material que impeça o acúmulo de gelo em cima dos tubos e dos medidores. Fechar o registro de entrada de água, à noite, é outra medida eficaz contra possíveis danos, pois evita o acúmulo de água.

É importante não esquecer de retirar a proteção assim que a temperatura subir, ou na data de leitura da conta.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade