Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Manifestações pelo PR

Curitiba: protesto reúne centenas por redução da tarifa

Rodrigo Batista - Redação Bonde
02 jul 2013 às 19:18
- Rodrigo Batista
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Um grupo de centenas de pessoas se reuniu na Boca Maldita, no centro de Curitiba, para mais um protesto pela queda no preço da passagem de ônibus na capital. O grupo se organizava por volta das 18 horas desta terça-feira (2) para iniciar a caminhada pelas ruas centrais da cidade. O protesto foi organizado pela Frente de Luta pelo Transporte (FLT).


Os participantes usavam batuques, bandeiras do Brasil, cartazes e confeccionaram uma réplica de um ônibus biarticulado para realizar a caminhada. Eles pedem a redução da tarifa para R$ 2,70, preço pago antes do aumento de março deste ano. O prefeito Gustavo Fruet já havia diminuído o preço, de R$ 2,85 para R$ 2,60. Eles também pediram investigações nas empresas do transporte e passe livre para estudantes.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade


Rodrigo Batista
Rodrigo Batista


Apesar da queda de R$ 0,15 no preço, o membro da FLT, Alexandre Boing, afirma que a redução nunca foi a pauta dos organizadores. "Foi uma conquista essa redução, mas a nossa luta sempre foi para que o valor retornasse aos R$ 2,60 e a tarifa de domingo para R$ 1,00".

Leia mais:

Imagem de destaque
9 mil crianças na espera

Curitiba tem fila em creches como pauta eleitoral e judicialização por falta de vaga

Imagem de destaque
Carteira Assinada

Agências do Trabalhador do Paraná iniciam a semana com 24,1 mil vagas, maior número do ano

Imagem de destaque
Região Norte é mais afetada

Estiagem afeta desenvolvimento de trigo e quebra safra no Paraná

Imagem de destaque
Veja vídeo:

Dunga e a esposa sofrem acidente na BR-116 na região metropolitana de Curitiba

O número menor de pessoas em relação às demais manifestações não desanimou o grupo que foi para as ruas nesta terça-feira. "Nós temos que trazer a voz das pessoas para as ruas para alcançar as conquistas, mas isso é um processo de construção, que precisa ser feito com debate", diz Boing. Para a estudante de direito Luiza Ribas, que participou de boa parte dos protestos na capital, ainda há muito que ser cobrado. "A gente tem muita coisa errada e isso é que deve motivar as pessoas a voltar para as ruas".


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade