Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
No Paraná

É amanhã campeonato de arremesso de notebooks no PR

Rosiane Correia de Freitas/Equipe Folha
02 out 2009 às 11:50
Competidores que participaram no ano passado; prêmio principal é um modelo de telefone feito de garrafas PET recicladas - Divulgação
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Amanhã Foz do Iguaçu será a capital de um esporte pouco conhecido: o arremesso de eletrônicos. A competição terá duas modalidades: lançamento de celular e de notebook. Criado como parte das comemorações dos 35 anos do setor de Segurança Empresarial da Itaipu Binacional, o compeonato tem um objetivo nobre, chamar a atenção para o problema do lixo eletrônico.

''Por ano são vendidos 50 milhões de produtos eletrônicos. A estimativa é que pelo menos 5% disso seja descartadado e se transforme num problema ambiental'', destaca Gabriel de Campos Neto, organizador do evento. A inspiracão para a criação do campeonato veio da Finlândia, terra da fabricante de celulares Nokia. ''Lá já existem competições de arremesso de celular há dez anos'', conta.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Segundo Campos Neto, equipamentos eletrônicos contêm componentes pesados e tóxicos e, se descartados na natureza, produzem danos sérios à natureza. ''Como a reciclagem desse tipo de equipamento é cara há poucas opções de descarte responsável'', explica.

Leia mais:

Imagem de destaque
Região

Motociclista morre ao ser atingido por carro e arremessado após colisão em Campo Mourão

Imagem de destaque
Corredor sustentável

Oito postos de abastecimento com GNV ligam Curitiba a Londrina

Imagem de destaque
Região

Colisão frontal causa morte de motociclista em Rio Branco do Ivaí

Imagem de destaque
1.898 vagas em Londrina

Agências do Trabalhador do Paraná têm 19,5 mil vagas disponíveis


O lixo eletrônico não é um resíduo sem valor, destaca Campos Neto. ''Uma tonelada de placas-mãe (componente de computadores pessoais) contém de 200 a 300 gramas de ouro. O desafio é retirar esses materiais nobres do equipamento. Isso exige o desenvolvimento de uma indústria especializada.''

Publicidade


Mas como o arremesso de equipamentos colabora com a conscientização do problema? Para Campos Neto, o importante é chamar a atenção. ''Hoje o Brasil já tem uma legislação que obriga as empresas que vendem celular a recolher e destinar corretamente esses equipamentos. Mas os notebooks ainda não têm destinação definida. E como o preço tem baixado, esse tipo de eletrônico está se tornando cada vez mais comum.''


Premiação

Publicidade


A competição de sábado irá premiar os competidores que conseguirem arremessar mais longe celulares e notebooks. ''São equipamentos sucateados, sem condições de uso'', alerta Campos Neto. Antes de serem arremessados, baterias e telas são retiradas dos eletrônicos. ''Tudo que representa riso de vazamento é retirado para evitar danos ambientais'', aponta.


Depois de arremessados, todos os equipamentos serão doados para uma cooperativa de recicladores de Foz. A esperança do organizador é que os participantes saiam do evento mais conscientes. ''Se pelo menos as pessoas comprarem com mais critério, o volume do que é descartado já será reduzido.''

Publicidade


Entre os prêmios para os vencedores estão celulares Motorola W233 - que é feito de garrafas PET recicladas, diárias em hotéis da região, passeios de barco e de helicóptero.


Serviço:

Outras informações pelo www.arremessocelular.com.br.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade