Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Concessionárias

Estado quer intervir em 120 dias nas tarifas de pedágio

Londrina
09 jan 2004 às 19:31
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O governo do Paraná pretende reduzir nos próximos 120 dias o valor das tarifas cobradas por cinco das seis concessionárias que exploram o pedágio no estado, de acordo com os decretos assinados pelo governador Roberto Requião.

Eles tornam de utilidade pública, para fins de desapropriação e controle acionário, todas as ações das concessionárias de pedágio que estão se recusando a fechar um acordo com o governo. Para Requião, este é o primeiro passo para a retomada, por parte do governo, do controle das estradas.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) está entrando com um processo de anulação das concessões por inadimplência dos compromissos contratuais.

Leia mais:

Imagem de destaque
Saiba como denunciar

PR reforça os canais para denúncias de violência contra crianças e adolescentes

Imagem de destaque
Nova resolução

Detran-PR suspende aplicação de multa automática por não realização de exame toxicológico

Imagem de destaque
Força-tarefa

Paraná vai mandar novos bombeiros com cães de busca e resgate para o RS

Imagem de destaque
Londrina está em 14º no PR

Apesar da redução na taxa de analfabetismo, Paraná tem o pior índice no Sul do País


De acordo com o assessor jurídico do governo, Pedro Henrique Xavier, na prática isto significa que as concessionárias passarão a ser empresas pertencentes ao estado, como são a Copel e a Sanepar. "A desapropriação está amparada na legislação federal e tem como argumento o interesse público, o clamor social", informou Pedro Henrique.


Para obter o controle acionário das concessionárias, o governo do Paraná vai indenizar as empresas. O valor a ser oferecido ainda não está definido.


Fonte: Agência Brasil


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade