Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Estupro de adolescente

Decretadas prisões e nulidade de depoimentos após MPPR e PC em Palmital descobrirem indícios de coação de testemunhas

Redação Bonde com MPPR
10 nov 2023 às 13:05
- Elza Fiuza/Agência Brasil
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Em Palmital (Centro-Oeste), a partir de atuação conjunta do MPPR (Ministério Público do Paraná) e da PC (Polícia Civil), foi decretada pelo Judiciário a prisão de quatro pessoas pela prática, em tese, do crime de coação no curso do processo e a nulidade de depoimentos em uma ação penal que trata do crime de estupro de vulnerável. A vítima é uma adolescente.


Na instrução dos autos, conforme o MPPR, a autoridade policial verificou que a vítima, familiares dela e testemunhas teriam sido coagidas para alterarem a verdade dos fatos. Ciente disso, o MPPR oficiou pela declaração da nulidade e retirada das provas ilícitas, pedido deferido pelo Judiciário. 

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade


Foi verificado que o réu na ação penal e três familiares dele teriam sido responsáveis pela coação, sendo decretada a prisão preventiva de todos para garantir a ordem pública a resguardar a instrução criminal do caso.

Leia mais:

Imagem de destaque
Região de Londrina

Proposta de novo viaduto pretende melhorar fluxo na BR-369, no Norte do Paraná

Imagem de destaque
OPORTUNIDADE

Programa 'Viaja mais 60' vai incentivar viagens turísticas para pessoas idosas no Paraná

Imagem de destaque
Primeiras regras

Paraná começa a regulamentar medicamentos à base de canabidiol

Imagem de destaque
Quarenta bichos alojados

IAT encaminha animais resgatados durante operação de combate ao tráfico


Nesta semana, três dos suspeitos foram presos. Um deles está foragido. O processo tramita sob sigilo.


Imagem
Cientistas descobrem buraco negro que regressa ao Big Bang
O buraco negro mais distante já observado em raios-X foi descoberto e está localizado a 13,2 bilhões de anos-luz da Terra
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade