Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Estado grave

Médico esquece faca dentro de adolescente

Redação Bonde
07 nov 2007 às 09:08
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O adolescente Wagner Hernandes da Silva Gomes, de 16 anos, está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Evangélico, em Curitiba, em estado grave, depois de ter sido esfaqueado, no último feriado. O rapaz foi atendido no Pronto Atendimento do Hospital Nossa Senhora Aparecida, em Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba, mas o médico que o atendeu esqueceu a lâmina da faca dentro da barriga dele.

O drama de Wagner começou no feriado de Finados. O rapaz estava nas imediações de sua casa, quando se envolveu em uma briga e levou uma facada. Socorrido por vizinhos, foi levado ao Pronto Atendimento do hospital, onde foi atendido por um médico que, segundo relato do adolescente, fechou o ferimento com pontos, receitou um medicamento e deu-lhe alta.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


No dia seguinte, com fortes dores no abdomen, Wagner retornou ao hospital, onde foi atendido por outro médico que fez um raio-X e constatou que a lâmina estava dentro da barriga dele. Wagner, então, foi transferido imediatamente para a UTI do Hospital Evangélico.

Leia mais:

Imagem de destaque
Garantindo a manutenção

Paraná: Sanepar vai investir R$ 11,2 bilhões em obras até 2028 para universalizar saneamento

Imagem de destaque
Unicentro de Guarapuava

Nova espécie de abelha é descoberta por professora no Paraná

Imagem de destaque
Remuneração será mantida

Desembargador que chamou mulheres de 'desesperadas por homens' é afastado pelo CNJ

Imagem de destaque
Sem licença ou origem legal

Polícia Ambiental orienta como fazer a devolução voluntária de animais silvestres


Em nota oficial, o hospital afirma que o rapaz deu entrada às 21h48, ''agitado, com dor e sangramento local'', sendo atendido pelo médico ''que explorou a ferida e após exame clínico minucioso e segundo informações colhidas com os familiares que relataram que o agressor havia se evadido com a arma na mão, concluiu que o paciente encontrava-se estável hemodinamicamente e, portanto, fora de risco.

Publicidade


O hospital confirma que Wagner foi atendido no dia seguinte, às 11h, ''com piora do quadro'', tendo feito exames complementares que comprovaram a existência da arma em seu abdômen. O hospital afirma que ainda realizou ''todos os procedimentos para estabilização do quadro clínico do paciente'' antes de sua transferência, às 14h40, quando saiu ''lúcido, orientado e hemodinamicamente estável'' em UTI móvel e com suporte médico para Curitiba.


O paciente continua na UTI do Hospital Evangélico. Informações extra-oficiais dão conta de que o hospital estava pedindo, ontem, doações de sangue para Wagner, o que mostra que ele teria perdido bastante sangue.

Folha de Londrina


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade