Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Matrícula escolar

Pais devem levar em conta renda familiar

Redação Bonde
09 nov 2007 às 17:35
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Fim de ano e está na hora de renovar a matrícula ou encontrar uma nova escola para o próximo período letivo. Desde a pré-escola até o ensino superior, a preocupação em escolher a melhor escola, dentro das possibilidades financeiras do consumidor, deve ser a mesma. "Os pais ou responsáveis devem levar em conta a renda familiar. Assim, a escolha do colégio para os filhos deve se basear numa planilha de despesas, compatível com o orçamento doméstico. Além disso, é preciso observar que os gastos vão além da mensalidade, já que o aluno utiliza uniforme e material escolar", explica a coordenadora do Procon-PR, Ivanira Gavião Pinheiro.

É importante relembrar que as escolas vão reajustar o valor de suas mensalidades para o próximo ano. Cada escola calcula a porcentagem de acordo com as suas previsões de gastos, que devem ser divulgadas no período de 45 dias antes da data final da matrícula juntamente com a proposta de contrato com o valor da anuidade ou semestralidade e o número de vagas por sala.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


O valor deve ser dividido em 12 parcelas (contrato anual) ou seis parcelas mensais iguais, no contrato semestral. As taxas de pré-matrícula, reserva de matrícula ou re-matrícula devem integrar a anuidade. Ou seja, o estabelecimento de ensino não pode cobrar a anuidade ou semestralidade e mais uma taxa.

Leia mais:

Imagem de destaque
Em Alto Paraíso

Trecho da BR-487, na divisa do PR com MS, será interditado para obras nesta sexta

Imagem de destaque
948 casos no Paraná

Imunossuprimidos: conheça sintomas, cuidados e saiba quem faz parte deste grupo

Imagem de destaque
Mestres e doutores

UTFPR abre vagas para professores em três cidades no Paraná

Imagem de destaque
Até 14 de agosto

Ministério Público abre inscrições para 86 vagas em concurso público para servidores efetivos


Informações – O consumidor deve ler com muita atenção o contrato para saber quais são suas possibilidades a fim não se endividar. "Informações sobre o valor da mensalidade, pagamento de parcelas, desistência ou trancamento de matrícula, atrasos de pagamento e multas devem constar do documento," salienta a coordenadora. "Em caso de atraso de pagamento, entrar em contato com a direção da escola para uma negociação da dívida".

Publicidade


A escola não pode determinar aos pais que comprem o material escolar em determinado estabelecimento. O consumidor pode e deve fazer pesquisas no comércio, pois os preços variam entre os estabelecimentos. A exceção é para os materiais produzidos pela própria escola, como as apostilas.


Dicas – O Procon orienta que os pais visitem o estabelecimento e conheçam as salas, laboratórios, bibliotecas, metodologia de ensino e carga horária. As dúvidas devem ser esclarecidas antes da assinatura do contrato. Uma conversa com pais de alunos da escola para conhecer a qualidade de ensino também é importante.

Em caso de dúvidas, o consumidor pode comparecer à sede do Procon- PR, na Alameda Cabral, 184, centro de Curitiba, ou pedir orientações pelo 0800-41-1512, ou ainda acessar a página do órgão na internet: www.pr.gov.br/proconpr e remeter um e-mail.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade