Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Entenda

Projeto solicita delegacia de crimes virtuais em Londrina

Simoni Saris - Grupo Folha
28 ago 2022 às 10:17
- iStock
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Um processo protocolado na Sesp (Secretaria Estadual de Segurança Pública) no Paraná pede a criação, em Londrina, de uma delegacia especializada no combate a crimes cibernéticos. A reivindicação foi feita em nome do Projeto Segurança na Rede e tem como justificativa o aumento expressivo de crimes virtuais a partir de 2020. A pandemia fez crescer a quantidade de pessoas circulando em ambientes virtuais e esse avanço da inclusão digital pode estar entre as causas da alta do número de vítimas dos cibercriminosos. No entanto, em todo o Estado, há apenas um órgão especializado nesse tipo de delito, instalado em Curitiba. 


De 2019 para 2021, os crimes digitais cresceram 325% no Paraná, conforme levantamento do Nuciber (Núcleo de Combate aos Cibercrimes) publicados em matéria recente da FOLHA. Em 2019, o órgão registrou quatro mil boletins de ocorrência. No ano seguinte, o número dobrou, chegando a oito mil e, em 2021, foram quase 17 mil. Segundo o núcleo, a maior parte dos crimes, correspondente a cerca de 75% do total de casos, é de estelionato, mas há ainda os crimes de falsa identidade, exploração sexual, contra a honra, entre outros. O número de crimes, porém, pode ser maior, uma vez que nem todas as vítimas relatam a ocorrência à polícia. 

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade


Coordenador do Projeto Segurança na Rede, o advogado especialista em direito digital e crimes cibernéticos Fernando Rodrigues Peres é quem assina o pedido protocolado na Sesp e, em sua justificativa, além de destacar o agravamento do número de casos de crimes cibernéticos no Estado, o autor destaca que o Nuciber atende apenas ocorrências de Curitiba, além de auxiliar os demais órgãos da Polícia Civil do Estado. Os moradores de Londrina e região vítimas de crimes dessa natureza, ressaltou o advogado, têm de recorrer a delegacias não especializadas. Segundo Peres, a unidade de Londrina atenderia mais de 30 municípios paranaenses.  

Leia mais:

Imagem de destaque
PR-090

Ponte entre Porecatu e Alvorada do Sul será interditada para obras na próxima segunda-feira (26)

Imagem de destaque
Colisão

Trecho de ferrovia em Rolândia deve ser liberado ainda nesta segunda-feira

Imagem de destaque
UEPG

Museu prepara acervo de fotos para exposição sobre o Norte Pioneiro

Imagem de destaque
Atendimento remoto

Com E-Fórum, Paraná terá novos espaços para atendimentos do Judiciário


Leia mais na Folha de Londrina.

Publicidade

Últimas notícias

Publicidade