Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Cobrança indevida

Taxa para provedor de internet será proibida no Paraná

Redação Bonde
23 out 2009 às 07:45
Projeto proíbe as empresas prestadoras de serviços de acesso à internet, via banda larga, de exigir a contratação de provedor. - Reprodução
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Os deputados aprovaram a redação final do Projeto de Lei 135/09, que proíbe as empresas prestadoras de serviços de acesso à internet, via banda larga, de exigir a contratação de provedor de conteúdo como condição de acesso à internet. A proposta segue agora para sanção ou veto do Poder Executivo.

Guimarães diz que o Brasil é um dos poucos países em que empresas prestadoras de serviço de internet banda larga têm o direito de exigir a contratação de um provedor de conteúdo para permitir o acesso à internet. Entretanto, segundo o deputado, para o efetivo acesso à internet basta contratação de um serviço de internet via banda larga sem a necessidade da contratação de um provedor de conteúdo.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade


O acesso em banda larga fornecido por tais empresas permite a conexão utilizando apenas a infraestrutura de servidores DNS (Domain Name System) e o endereço IP (Internet Protocol), o que torna desnecessário o provedor de conteúdo para linha discada. "Portanto essa exigência por parte das empresas prestadoras de serviço de internet caracteriza venda casada, prática totalmente ilegal e abusiva a qual é vedada pelo Código de Defesa do Consumidor", disse o deputado.

Leia mais:

Imagem de destaque
Fases de teste

Fominha: app criado por alunos de escola de Wenceslau Braz permite avaliação dos cardápios da merenda

Imagem de destaque
Cuidado

Secretaria de Assistência Social de Rolândia alerta sobre golpes em anúncios de cursos gratuitos

Imagem de destaque
Alerta

Paraná registra 20 ocorrências de balões que caíram sobre a rede elétrica em 2024

Imagem de destaque
Padrasto

Júri de ex-marido de mulher acusada de matar a filha no Paraná é adiado

Em seu artigo 39, o Código proíbe ao fornecedor de produtos ou serviços condicionar o fornecimento de produto ou de serviço ao fornecimento de outro produto ou serviço a limites quantitativos.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade