Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
UEL gera 400Mwh/ano

Universidades estaduais do Paraná produzem energia a partir de captação solar

Reportagem Local
19 jul 2023 às 10:10
- Seti-PR/AEN
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A Unioeste (Universidade Estadual do Oeste do Paraná) inicia nos próximos dias a geração de energia fotovoltaica por meio de painéis solares em Foz do Iguaçu, no Oeste. A usina recebeu o investimento de R$ 1,04 milhão, aprovado no Programa de Eficiência Energética da Copel. 


Outras três universidades estaduais, de Londrina (UEL), Maringá (UEM) e Guarapuava (Unicentro), já produzem energia fotovoltaica há mais de três anos. Também foram contempladas no Programa de Eficiência Energética da Copel.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


A usina da Universidade Estadual de Londrina está em funcionamento desde 2019, com 1.020 placas de captação solar, que geram em média 400Mwh/ano, ou seja, energia suficiente para manter aproximadamente 220 residências médias durante um ano. Os painéis solares ocupam uma área de aproximadamente 2 mil m² do estacionamento da Clínica Odontológica Universitária.

Leia mais:

Imagem de destaque
Garantindo a manutenção

Paraná: Sanepar vai investir R$ 11,2 bilhões em obras até 2028 para universalizar saneamento

Imagem de destaque
Unicentro de Guarapuava

Nova espécie de abelha é descoberta por professora no Paraná

Imagem de destaque
Remuneração será mantida

Desembargador que chamou mulheres de 'desesperadas por homens' é afastado pelo CNJ

Imagem de destaque
Sem licença ou origem legal

Polícia Ambiental orienta como fazer a devolução voluntária de animais silvestres


Na Universidade Estadual de Maringá, a geração de energia por meio de captação solar teve início em junho de 2020. Estão instaladas 1.440 placas solares, que produziram em média 574Mwh/ano.


Leia a reportagem completa na FOLHA DE LONDRINA:


Imagem
Universidades estaduais produzem energia a partir de captação solar
Universidades estaduais do Paraná produzem energia a partir de captação solar. UEL é pioneira e produz energia fotovoltaica desde 2019; UEM, Unicentro também têm usina e Unioeste inicia geração nos próximos dias
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade