Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Operação F-40

23 presos por tráfico de medicamentos no PR

Agência Estado
30 jun 2009 às 18:00
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A Polícia Federal prendeu hoje pelo menos 23 pessoas acusadas de integrar uma quadrilha especializada em tráfico de medicamentos para emagrecer no Brasil e no exterior. A Operação F-40 foi deflagrada para combater a comercialização ilícita de medicamentos que contêm substâncias psicotrópicas anorexígenas e de uso controlado.

A Justiça Federal expediu 25 mandados de prisão temporária e até o fim da tarde apenas dois não haviam sido cumpridos, entre eles uma ordem de prisão contra uma brasileira residente em Portugal, apontada como responsável por distribuir o medicamento ilegal na Europa. Os nomes dos presos não foram divulgados.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade


Segundo a PF, o grupo concentrava sua atuação na região do Vale do Aço mineiro, principalmente nas cidades de Coronel Fabriciano e Ipatinga, onde foram presos três proprietários de farmácias de manipulação. As farmácias utilizavam no composto a substância psicotrópica anorexígena conhecida por femproporex, utilizada como inibidor de apetite e capaz de causar dependência física ou psicológica. A manipulação e a comercialização da substância dependem de autorização especial da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Leia mais:

Imagem de destaque
No caminhão

PRF e PF apreendem 2,5 toneladas de maconha na região de Londrina

Imagem de destaque
Répteis exóticos

Polícia Federal investiga grupo que usava Correios para traficar animais

Imagem de destaque
Após denúncia

Polícia Militar fecha bingo clandestino que funcionava no Centro de Londrina

Imagem de destaque
Abandono de incapaz

Mulher denuncia ex-marido por deixar filho de nove anos sozinho em casa em Jandaia do Sul

De acordo com o delegado Felipe Koch Torres Baeta, as farmácias falsificavam rótulos, receitas médicas e notas fiscais para a fabricação do medicamento. "As empresas revendiam a intermediários, que efetuavam a distribuição desses medicamentos nas regiões de Ipatinga e Belo Horizonte, em outros Estados e no exterior, principalmente para Portugal e os Estados Unidos", observou. Foram presos também "distribuidores" no Vale do Aço, além de um despachante na capital mineira e um médico em São Paulo, suspeito de fazer a distribuição na capital paulista.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade